... Virtude ...

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Como Apareceu a Vontade de Correr

Este vício de correr apareceu em 2003, eu sempre fiz desporto andava muito de bicicleta, jogar a bola, volei, etc.
Nos dias de hoje quando tenho oportunidade aproveito e pratico.
Falando como apareceu também o bichinho de correr, este foi um desporto que nunca me puxou grande interesse por ser talvez um tanto mais individual e muita solidão, mas por vezes sem experimentar não se sabe se gosta ou não, e foi assim que no ano de 2003, que nessa altura o meu cunhado António Almeida já corria fazia os seus treinos e participava nas provas organizadas.
Quando ele ia as provas eu, a minha esposa Ruth e minha cunhada Isabel Almeida, nós os três acompanhávamos ele nas provas e foi dai que apareceu a vontade de correr, era muito interessante ver aquela alegria companheirismos amizade que havia nas corridas.






A partir dai que eu comecei também a fazer os meus treinos, também na companhia do António Almeida no local privilegiado que é o Parque da Paz em Almada, e no terreno da Quinta da Marialva, que nos dias de hoje também os frequento. Primeira vez que fui correr ate parece que foi hoje, ainda me lembro tão bem, logo no primeiro dia de treino fiz 10km, senti-me tão bem nesse dia que parecia ser fácil, mas, no dia a seguir mal podia abaixar com tal dor de pernas!!! Coisa de principiante!!!






Fui fazendo os meus treininhos, participando também em alguma provas, como a Mini Maratona de Lisboa que participei em 2003 e 2005, Corrida das Fogueiras 2003, 1º de Maio 2003, Terry Foz 2003, Cross do Jamor 2004, Festa do Avante 2004. E foi assim que desde então que tenho como “paixão” a corrida.





























Mas não foi sempre assim,

foi em Julho de 2005 que a minha querida Ruth deu a luz a nossa princesa,

Carolina Filipa, eu sempre com tanta vontade de estar sempre ao
lado delas, e ver a minha princesa crescer,

fui pondo a corrida de lado.






Ia, de vez em quanto mas não frequentemente como fazia, e foi assim praticamente durante 3 anos.



Este ano tomei a decisão então começar de novo e cá estou eu com tanta vontade como antes. E é tão bom fazer o que se gosta, que não há palavras par descrever esta alegria.


Então façam como eu, nunca desistam.



Continuação de boas corridas

Sem comentários: