... Virtude ...

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

2010


Concluiu o ano de 2010 sendo positivo, participei em 34 provas com 700km percorridos. O momento marcante foi ter participado pela primeira vez numa Maratona, e termino o ano com duas Maratonas feitas, Porto e Lisboa.
Bom Ano de 2011 para todos.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

3ª S. Silvestre de Lisboa

3ª S. Silvestre de Lisboa - TANDUR


Eis que termino o ano desportivo em Lisboa, participando na S. Silvestre de Lisboa. No passado domingo participei na 3ª S. Silvestre de Lisboa, por ser relativamente perto de casa e para não ter a preocupação de arrumar lugar para o carro fui de transportes, numa curta viagem de barco de Cacilhas ao Cais do Sodré viagem tranquila sobre a serenidade das águas do Rio Tejo, que há mais de 10 anos não o fazia, com a companhia do Filipe Fidalgo depressa chegamos a Praça do Comercio. Durante o percurso ia acertando pormenores com Filipe, a intenção era de fazer prova todos juntos, os TANDUR, para terminar o ano no seu melhor, e assim sucedeu-se obrigado TANDUR’S. Sobre a prova não há muito a dizer, 10km que se disputou no coração de Lisboa com partida e chegada na Praça do Comercio, novo e bonito percurso melhor do que na edição anterior modesta opinião, grande afluência de participantes e público, as mulheres venceram novamente a competição “Homens contra Mulheres” (0-2), ganha pela recente campeã europeia de corta-mato Jéssica Augusto. Depois de ter participado na passada quinta-feira 1ªS. Silvestre Pirata que adorei correr ao lado de muitos Piratas a madrinha Pirata Célia Azenha ofereceu presentes pelos Piratas (pequenos peluches) que fizemos a questão de as levar para prova de Lisboa, eu corri com a minha Salamandra pregada na camisola. 18h inicio da prova algo atribulada, primeiros metros um”cotovelo” para esquerda que dificultou a passagem do pelotão, sem treinos com princípio de uma constipação dor de garganta e tosse lá segui atrás dos TANDUR tentando não os perder de vista. Primeira passagem pelo local partida foi tão rápido que nem dei pelos quilómetros passarem, as dificuldades vieram em plena Avenida da Liberdade na longa subida a dificuldade em respirar intensificou-se devido a tosse, faltava pouco e no sentido descendente ate a meta foi prego ao fundo, os três TANDUR começaram e terminaram a prova juntos. Terminei os 10km em 44’37’’ com alguma dificuldade. Sorrateiramente abandonei o local de chegada, fui buscar a mochila que tinha ficado no bengaleiro, mudar de roupa e rumar a casa desta feita de metro e comboio na companhia do Filipe Fidalgo. Gostei de voltar a correr em Lisboa com certeza para próxima edição voltarei, só fica a insatisfação de não rever e falar com os amigos da “blogosfera”, durante a prova cruzei com alguns, fica aqui uma palavra de apreço e um bom ano de 2011 para todos.


Bom Ano 2011

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

sábado, 11 de dezembro de 2010

Dia no Circo

O dia de hoje foi exclusivamente reservado para minha princesa Carolina Filipa.


Manha no Circo no Coliseu de Lisboa, depois o almoço por sugestão da Carolina fomos almoçar no McDonald, “ela adora”, nos restauradores, depois no fim do dia fomos ao Circo Vitor Hugo Cardinali, situado no parque Tejo, um dia em grande.

Aproveitei porque tinha bilhetes oferecidos (CGD, EPAL) que não podíamos desperdiçar. A carolina divertiu-se a brava, riu, aplaudiu, pulou, comeu pipocas, churros, de recordação trouxe uma "espada" cheia de luzes e andou divertir-se no parque diversões situado na tenda do circo Vítor Hugo Cardinali.

Como de normal das crianças o que adoram e aguardam mais do circo são os palhaços, a Carolina adorou no carro vinha reproduzir as brincadeiras que tinha visto, lindo momento.

Dia longo que jamais irei esquecer, derivado a certas situações. Obrigado filha pelo dia magnifico que me preposicionas-te, amanha será um novo dia gostaria que fosse tão bom ou melhor que este.

Grande Beijinho

      




domingo, 5 de dezembro de 2010

25ª Maratona de Lisboa


Sensivelmente entre os 30/35km
Foto de Fábio Dias


 

Depois de um almoço bem reforçado e uma tarde na cama para descansar e recuperar do desgaste, venho aqui ao meu cantinho deixar breves Virtudes.

Hoje corri pelas ruas de Lisboa na 25ªMaratona de Lisboa, 2ª Maratona estrada, etapa nº2 concretizada.

Como anunciavam, não choveu nem trovejou mas fez-se sentir um forte vento durante toda prova, que massacrou tudo e todos.

Complicado correr com tanto vento, mesmo assim concluir 25ª Maratona de Lisboa, completei os 42,450km em 3h24'40 no meu Garmin.



Parabéns a todos que participaram na Maratona, Meia maratona e estafeta.

Boas e rápidas recuperações



sábado, 4 de dezembro de 2010

Etapa nº2 - 2º Maratona


Já em contagem decrescente para 25ª Maratona de Lisboa já neste domingo, será a minha segunda participação em Maratonas. Pela manha de hoje, alias bem fria, na companhia do “TANDUR” Filipe e Cátia dirigimos há feira da Maratona no estádio 1º de Maio para recolher o Dorsal e Chip e o saco com ofertas com t-shirt técnica e uma mochila. O frio incomodava e não convidada a ficar muito tempo, ainda revi o amigo Carlos Coelho sempre presente nestas andanças. As provisões da meteorologia para amanhã não são benéficas, frio e chuva que serão a companhia inevitável. Preparado, posso dizer que sim, preparei-me o suficiente mas com cautelas, a Maratona merece todo o nosso respeito. Em 4 semanas correr duas Maratonas, Maratona do Porto e Lisboa, o planeamento que fiz, dei continuidade ao plano de treinos que efectuei para o Porto, 4treinos semanais. Na 3semana só consegui efectuar 3treinos e ontem efectuei o último treino, no geral decorreu dentro da normalidade.

Desejo a todos que vão participar uma grande Maratona, especialmente aos companheiros Blogosfera.


Números 2ª etapa:

1ª Semana: 08/11 v 14/11= 53,595km

2ª Semana: 15/11 v 21/11= 68,10Km

3ª Semana: 22/11 v 28/11= 50,85Km

4ª Semana: 29/11 v 03/12= 31,20Km

Participei em 3 provas:

07-11-2010 - Maratona do Porto

14-11-2010 – Meia Maratona Nazaré

28-11-2010 – V GP da Arrábida


Contabilizando os quilómetros percorridos em 14ªdias de treinos e provas, com 203,745Km.



Abraços para todos, ate amanhã.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

V Grande Prémio da Arrábida

Brito, Vitor, Antonio, Otília
Inicio calmo! 


Antonio, Isabel, Ruth, Vitor
Acompanhados pelo Moscatel

Fotos de Isabel


Setúbal, Jardim de Vanicelos, local de concentração mais de 600 atletas no   “V Grande Prémio da Arrábida” organizado pelas Lebres do Sado, entre a prova principal de 12.5km, e a prova aberta a caminhada de 7km. A prova principal desenrolou-se num percurso misto de alcatrão e terra batida com a maior dificuldade a subida de 2km ate a rotunda de Palmela.


Não tinha como previsto participar, mas com o interesse da Ruth em participar na caminhada, juntei-me a festa, mas com cautelas evitando mazelas, falta apenas uma semana da Maratona de Lisboa. Prova sim, mas intuito de treino evitar a tentação de impor ritmos mais fortes, também porque no dia ontem efectuei treino longo de 22km na companhia do TANDUR Filipe, saberia que algum esforço desnecessário poderia por tudo a perder.

Manha fria mas soalheira, não tão fria como nos dias anteriores optima para partica de desporto, Eu e Ruth na companhia dos Almeidas, as nossas princesas ficaram em casa com avó, dei com o local com muita animação com atletas a efectuarem os seus aquecimentos, e o reconfortante reencontro com amigos dos quais da blogosfera corredora sempre num bom convívio.

O inicio deu-se com atraso de 15min pela demora da entrega dos dorsais. 10h15 contagem decrescente para inicio diferente do habitual, fomos guiados por duas “Lebres” que fizeram os 2km iniciais em ritmo de treino, no regulamento indicada que não poderiam ser ultrapassados sob pena de serem desclassificados. Em grande cavaqueira com os amigos entre fotos e falar de futuras provas e se chegaríamos ir ao Castelo de Palmela, foi um momento diferente. Partir daí, impor ritmo adequado sem forçar ainda na companhia do TANDUR António, o aglomerado de atletas permanecia ate que fico sem a companhia do António mesmo antes do primeiro abastecimento sensivelmente ao 4km, alias tivemos três, um especial com vinho Moscatel da Região aos 9,5km.

Chegava a parte mais difícil, ao 5.5km a longa subida em que passei muitos atletas, entre os que paravam e caminhavam, aproveitei para um treino de força. Rotundo de Palmela iniciava a descida pelo lindo Vale dos Barris já em pelo Parque Natural da Arrábida, altura para recuperar do esforço ate ao momento mais esperado por alguns em que não faltei, 9.5km abastecimento com Vinho de Moscatel servidos em copinhos de plástico para que minguem tivesse de ir soprar o balão no final. Parei, bebi, saboreei e continuei mais hidratado para os últimos 3km, :-). Eu ia englobado num grupo de 5/6 atletas em que fui o único que parou, paciência houve mais produto para que o quisesse.

Único reparo que faço a organização pela falha do engano da marcação de quilómetros, marcava a menos 1km, de resto estava 5*. Segue-se mais 1km de terra batida e entraria nos últimos 2km percorridos em asfalto em que aproveitei para aumentar e manter um ritmo constante, já no Jardim de Vanicelos já se ouvia o locutor, o pórtico da chegada alguns transeuntes aplaudirem. Passo a linha de meta nos 12,75km marcados pelo Garmin, em 1h00’15’’, classificado em 60ªlugar em 167ºatletas no escalão sénior, no 124º lugar na geral em 486º atletas que terminaram. Recebo o saco com ofertas uma t-shirt técnica muito bonita e tão esperada garrafa de vinho de Moscatel entre outros.

Tempo de aguardar pela chegada da Ruth e da Isabel da caminha que gostaram e que correu tudo bem, estão parabéns por mais uns quilómetros acumulados, sem faltar as fotografias para posteridade.

Depois um pequeno briefing entre amigos sobre a prova e falar de novos desafios, um ate breve pois muitos estarão presentes no próximo domingo para Maratona de Lisboa, desde já desejo que tudo corra bem a todos os aventureiros e uma boa semana de descanso.




sábado, 20 de novembro de 2010

Lampas By Night – Treino

"Rampas" Nocturno - 29 Herois


São João da Lampas, 22h00, juntou-se um grupo de atletas caras conhecidas e desconhecidas para o treino nocturno, o mesmo percurso da Meia Das “Rampas”, convívio fantástico, percurso formidável... coletes reflector personalizados, um excelente treino organizado pelo amigo Fernando Andrade e seu staff.

O grupo arrancou depois da foto para mais tarde recordar, a noite não estava fria, vento fraco nem chovia, só se fez sentir nos últimos quilómetros com alguma intensidade. Balneários da colectividade disponibilizados para reconfortante banho, depois veio a Seia com mesas repletas de comida não faltando agua pé o chazinho quentinho, convivo, o ambiente estava altamente.

Este treino ficara na memória, ter conhecido o lado nocturno da Meia das “Rampas”, o melhor treino que já fiz, obrigado a todos.


Ate ao proximo

Abraços para todos


Fotos Isabel Almeida aqui

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Prova Mãe - Meia Maratona da Nazaré

Power TANDUR

Ontem 14 de Novembro de 2010 participei na 36ª Meia Maratona Internacional da Nazaré, na festa do atletismo pelas ruas da Nazaré repletas de apoiantes e bom de ver a massa humana. Sendo especial porque, é “Mãe” de todas as “Meias” em Portugal.


"Prova-Mãe" que não podia faltar para incluir no meu curriculum. Em simultâneo, realiza-se a 15ª Volta à Nazaré e a 5ª Caminhada, na caminhada participaram a Ruth e Carolina, Isabel e Vitoria. No conjunto das três iniciativas juntaram-se cerca de 2000 pessoas.

Família Veloso e Almeida, chegamos há Nazaré com tempo suficiente para poder levantar os dorsais, equipar e efectuar um breve aquecimento. Apesar das provisões de chuva, contrariando estava soalheiro apesar de se fazer sentir um vento norte gélido mas moderado.

No passado domingo tinha participado na Maratona do Porto sempre desgastante fazer 42km, passou-se a semana sem qualquer problema, 3treinos o normal, sentia-me bem fisicamente e moralmente, mas com incertezas como iria decorrer a minha prova, primeiro evitar excessos e segundo sair sem mazelas impeditivas de correr.

Dia que se juntaram muitos amigos, na maioria a blogosfera corredora, TANDUR, Luis Mota, Mário Lima, Joaquim Adelino, Fernando Andrade, Jose Magro, Ana Pereira, Antonio Pereira, Carlos Coelho, Jose Melo, Vitor Ferreira, Isabel Faria, Daniel Pinto e Susana que esteve apoiar, entre outros companheiros de outras provas.

Após algumas fotos para mais tarde recordar, saudar os amigos e cantar os parabéns há “Mãe”, depressa chegou as 11h00. Parti junto do Tandur Antonio talvez no meio do pelotão. Em poucos segundos chego a linha de partida e iniciar o Garmin para mais uma aventura. Inicio com alguma confusão, entre os zigs-zags perco o Antonio, passo aos 5km algo rápido em 00:21min, dávamos uma volta pelas ruas da Nazaré passando pela linha de meta, ai senti ligeira dor na coxa direita, deu para continuar e hoje sem sinal dessa dor. Agora os corredores tinham que ir ate Famalicão da Nazaré ai o ponto de retorno, também num ambiente fantástico muita musica e muita gente apoiar, 12.5km passei 00:55min, antes já tinha cruzado com o fantástico Luis Mota, ia num bom andamento e bem classificado. Depois do retorno foi o constante cruzar com os amigos sendo incentivado que sabe muito bem retribuindo incentivando-os.

Aos 15km passei com 1h05min, estava bem controlando o andamento pelo Garmin, passando consecutivamente os atletas, pena que o vento não deu tréguas, certas alturas algo forte. Os quilómetros passavam aos 19km já se via a longa recta em direcção a meta tão desejada, nessa recta oiço o meu nome era a Susana Adelino que esta apoiar, continuo para ver se encontrava as minhas meninas, lá estavam a aplaudir, que alegria revelas. Termino a “Mãe” bem acima do que estava espera, nos 21.310km marcados pelo Garmin, em 1h32'30´´,  minha melhor marca na distancia, num ritmo 04:20 min/km, classificado em 311º lugar em 1169 º atletas na geral da classificação, recebo o saco de ofertas que continha um prato com referência na prova.

Sigo para o merecido e reconfortante banho seguindo-se o almoço em família, o tempo ajudava com o sol a rasgar a nuvens que permitia o passeio ao longo do paredão com maravilhosa vista sobre a praia da Nazaré e o oceano atlântico com as enormes ondas, entre saborear os doces regionais, uma maravilha, mas Infelizmente tivemos que regressar a Lisboa, o que e bom acabada depressa.

No próximo domingo realiza-se o G.P de Atletismo de Mendiga, talvez participe, mas o objectivo é a Maratona de Lisboa.

Boa semana e as melhores recuperações.

Abraços.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Estreia

Afurada-Gaia
Foto Isabel Almeida ( ver mais)

Domingo, 7 de Novembro de 2010, realizei o sonho de participar numa Maratona de Estrada, sou Maratonista concretizada na 7ª Maratona do Porto.


A operação Porto iniciou-se no sábado pela manha. Lisboa, Campo Grande 9h00, partiram dois autocarros cheios, entre corredores famílias e amigos juntaram-se perto de 100 pessoas, muito convívio, alegria, muita vontade, adrenalina e algum nervosismo, rumamos á cidade invicta. A blogosfera corredora estava presente, Eu, Antonio Almeida, Ana Pereira, Fernando Andrade, Filipe Fidalgo, Luís Parro, José Magro, Joaquim Adelino, sem blog amigo Carlos Coelho, Antonio Pereira, partimos ao encontro de mais amigos. Ana Pereira estás de parabéns, fizes-te um óptimo trabalho em conduzir-nos ate a cidade Invicta e regressar a Lisboa.

Chegados a invicta, palácio de cristal altura de levantar os dorsais e encher as reservas de “massa, massa, massa,….”, na Pasta Party, rever caras conhecidas e dois dedos de conversa, Vitor Dias, Miguel Paiva, Otília Leal, José Brito, luís Mota, Rui Pena, entre outros companheiros.

Parte mais triste do fim-de-semana, que deveria ser de lazer sem chatices e convívio e de fazer o que gostamos, correr, aconteceu o improvável, eu e o Antonio não fazíamos parte das listagens de inscritos, com esse efeito não tinha-mos dorsal para participar. Depois de alguma troca de palavras talvez impróprias que podiam ser facilmente evitadas, e sem haver muita vontade, disponibilizaram-nos dois dorsais. Mesmo assim não evitou constrangimento, e a vontade de o António em não participar, tenho pena que tivesse acontecido.

Na posse de Dorsal e saciado, era tempo de descansar o corpo depois de uma noite trabalho, já muito tempo não fazia uma bela sesta. Rapidamente chegou a hora de jantar para recarregar novamente a máquina com hidratos de carbono e tentar descontrair em família.

A Maratona começava a fazer efeito no pensamento, o nervosismo de um estreante a preocupação de preparar tudo para que nada faltasse.

Felizmente consegui ter uma boa noite de descanso, a manha acordou chuvosa, temperatura baixa mas óptima para correr. 8h00 hora em que o autocarro nos levaria ate ao local da partida, na companhia do Filipe Fidalgo deliciamos com um belo pequeno-almoço, acompanhados também com Adelino e Fernando no meio das estrelas quenianas. Batedores da PSP a postos toca a desimpedir a estrada, a emoção e ansiedade aumentava, já no Porto se notava o grande aglomerado de pessoas que não tiravam os olhos para nós.

Foi tempo de rever mais caras conhecidas da blogosfera corredora, Mark Velhote aniversariante no dia anterior, parabéns, o Ricardo Baptista, João Meixedo, conheci pessoalmente João Paixão. Tenho que dar os parabéns a todas as pessoas envolvidos na organização da Maratona mais mediática de Portugal, excelente organização com elevado número de participantes, só na Maratona terminaram 1180 atletas sem contar com as outras iniciativas, espectacular percurso, com partidas junto ao Palácio de Cristal e chegadas no Parque da Cidade, foi bonito correr ao logo das margens do Rio Douro, marginal de Gaia com vista para rio Douro com os seus barcos Rebelos embarcação típica que tradicionalmente transportava as pipas de Vinho do Porto que embelezam o panorama, bem como a velhinha mas bonita cidade do Porto, igualmente na marginal do Porto para lado de Gaia. Grande número de abastecimentos bem compostos de água, bebida isotónica, frutas, esponjas e a simpatia dos colaboradores, trânsito cortado mais uma vez não ouvi buzinadelas, só triste por não haver muito público ao longo do percurso assistir tão mediática prova.

9h00 horas, parava de chover, iniciei a minha primeira aventura na Maratona com objectivo das 3h30min uma fasquia um pouco alta, a táctica estava feita chegar a meia entre a 1h40, 1h45 sempre com o pensamento dos 30km como estaria fisicamente, ou estourava ou continuava. Para começar enfrentar uma subida de 400m ritmo lento, cheguei a rotunda da Boavista de seguida tinha a longa descida da avenida da Boavista para impor um ritmo mais rápido, sabia que podia ser prejudicial. Ia na companhia do Filipe Fidalgo aos 5km, 23min tinha 2min a menos do previsto. Ao longe víamos o Andrade, eu comentava com o Filipe, “esta ali a nossa boleia temos que o apanhar”. Depois do retorno aos 8km na rotunda de Matosinhos uma longa recta com vento favorável, aos 10km passamos com44min, aos 11km altura que alcançamos o Andrade, o Brito estava ali próximo. Sentia-me bem, incentivava o Filipe e o Fernando para me acompanhar mas optaram em continuar naquele ritmo, segui sozinho alguns minutos ate que apanhei a boleia do Brito. Num bom ritmo com o Brito a dizer, “vamos rápidos demais amanha os temas nos blogues vai ser o grande estouro”. Bem estava ciente desse perigo mas tentava tirar essa pressão dizendo, “confiança, quando lá chegarmos logo se vê”. Os paralelos da Ribeira foram uma dor de cabeça, entramos no túnel ficou sem satélite o Garmin nem tinha apercebido, adorei passar a Ponte Dão Luís direcção a Gaia, na marginal de Gaia havia mais paralelos para ultrapassar, a solução foi correr pelos passeios. Aos 15km passamos com 1h07min. Grande surpresa do dia quando chego Afurada o grande apoio que enorme balão de energia, lá estava a Ruth, Carolina, Vitoria, Antonio, a Isabel com a máquina a postos para mais um boneco. Quase que paro para tocar nas mãos das minhas meninas.

A 1/2 passei com 1h36min tempo bem abaixo do previsto mas confiante, para os quilómetros seguintes. Na marginal de Gaia antes e depois do retorno igualmente na ida ate ao Freixo e voltar ate ponte Dão Luis, coincidiu em cruzar com os amigos incentivando e incentivado. Segui em direcção ao Porto ainda na companhia do Brito, aos 25km passamos com 1h54min, seguimos juntos ate ao Freixo que coincidia com o retorno aos 28km. Como estava próximo do 30km sentia-me bem, alias muito bem, aventurei-me ir sozinho ate final. Antes dos 30km cruzei com o João Meixedo, ele gritou para mim mesmo há modo do Porto, “vais comum andamento do 'carvalho'”, eu sorri ao mesmo tempo que olhava para o relógio e bem que ia rápido, media 04:10 min/km abrandei logo. Partir dos 28 km e que tirei muitos benefícios da preparação que fiz, que o digam as dezenas de atletas que eu passava dos 28 aos 42 km, foi um incentivo extra que ganhei nesses quilómetros.

Passei ao 30km com 2h17min faltava 12km para chegar ao fim, rolava num andamento que sentia a vontade. Aos 31km vejo o ultima cara conhecida o Joaquim, incentivo que parecia estar bem, de novo dentro do túnel ficava sem satélite no Garmin e sem controlo de ritmo, seguindo novamente nos paralelos da Ribeira, que dor de cabeça opção baixar um pouco ritmo e rolar com precaução. Conseguia manter o ritmo apesar de o vento vindo de norte certas alturas dificultava, ao 35km passava com 2h41min estava tudo muito bem encaminhado, vinha ao pensamento, “assim e possível chegar com 3h20min”, continuava motivado relembrava certa frase do Luis Mota, “esforças-te em chegar aos atletas, não abrandes, continua”. A pior fase foi o vento forte que apanhei a partir dos 37km na Foz do Douro na longa recta que dava ate a rotunda de Matosinhos, mesmo assim continuava bem ate ao que um ciclista que por ali andava, vai-me dizendo “muito bem força vais num andamento muito bom, força, força…”, eu tinha a prefeita percepção que estava bem, soube bem ouvir tal incentivo. Faltava pouco mais que 2km para realizar o grande sonho, fiz a subida final num ritmo entre os 04:05 e o 04:25 min/km, pouco mais de 1km para final montes de gente nos passeios na estrada que saudava e incentivava efusivamente todos que por ali passavam gritando os nomes que liam nos dorsais, o meu não porque não tinha mas sentia inserido nesse movimento, um lindo corredor humano que éramos obrigados a passar por ali, foi uma loucura. Sentia-me realizado mas um pouco triste porque não estavam presentes as minhas lindas meninas na zona da meta, para poder partilhar com elas a imensa alegria que tinha, terminei com um tempo posso dizer fabuloso para minha estreia, ultrapasso a passadeira vermelha “sozinho” e linha de meta em 3h17’49, nos (42,560km!!), finalmente Maratonista.

Prontamente liguei a Ruth dando a notícia que tinha terminado dizendo-lhe do tempo que fiz, eis que ficou surpresa. Já na companhia do Filipe que está de parabéns pela estreia numa Maratona, era altura de regressar ao hotel eu estava com uma certa pressa de ficar junto das minhas meninas e festejar com elas.

Antes mesmo de regressar a Lisboa, o bonito convivo entre amigos não faltando boa gastronomia do Porto, Francesinha que estava uma delícia. Felicito todos os companheiros da blogosfera corredora e não só que estiveram no Porto, apoiando-me do principio a fim, agora faço parte de um vasto numero de bons maratonistas, muito obrigado.

Agora tempo de repousar e começar já a planear a próxima Maratona que falta apenas 4 semanas, será dia 5 de Dezembro de 2010 em Lisboa.

Domingo estarei na Nazaré para participar na Meia Maratona e conviver junto dos amigos.

Ate breve, bons treinos.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

7ª Maratona do Porto

Objectivo comprido, senti o prazer enorme em participar numa Maratona, tornei-me Maratonista o baptismo foi na 7ª Maratona do Porto. O baptismo não poderia ser melhor, partilhar com as minhas meninas, estar junto da família blogosfera corredora e amigos que tem grandes Maratonistas. Todos os condimentos estiveram presentes faltando um ingrediente para que o sabor fosse ainda mais diferente.


Completei a Maratona do Porto, nos 42,560km marcados pelo Garmin, em 3h17:49 num ritmo 04:38 min/km, classificado em 129ªlugar no escalão M25/40, no 267º lugar em 1180º atletas na geral da classificação.

A minha participação decorreu muito melhor do que estava á espera, por isso estou muito contente e realizado. A blogosfera corredora e amigos estiveram muito bem, boas recuperações.

Um especial agradecimento a minhas meninas que apoiaram nesta caminhada, e todos pelo apoio demonstrado.

Abraços para todos, regressarei para publicar “post” sobre o Fim-de-semana.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Preparado


Tinha como meta efectuar uma Maratona de Estrada em 2010, eis que falta precisamente apenas 1dia e 14h30m para realizar o sonho de participar na mais mediática em Portugal, a Maratona do Porto que já vai na 7ª edição, foi a escolha para tornar-me num Maratonista de estrada!! Após de elaborar um plano de treino com recurso de páginas de atletismo disponíveis na Net, delineei um plano 10 semanas, com 4 treinos semanais sendo que na 5ª semana só efectuei 2 treinos, ligeira constipação, na 9ª semana 3 treinos, devido ao mau tempo, imprevistos acontecem. Hoje dei como concluída a preparação, no geral decorreu dentro do programado.


Principal objectivo terminar e chegar bem fisicamente junto das pessoas que amo, e desfrutar do fim-de-semana junto dos amigos.

Números da caminhada ate ao Porto:

1ª Semana: 30/08 v 05/09 = 50,500km


2ª Semana: 06/09 v 12/09 = 69,095Km


3ª Semana: 13/09 v 19/09 = 64,00Km


4ª Semana: 20/09 v 26/09 = 62,18Km


5ª Semana: 27/09 v 03/10 = 47,0Km


6ª Semana: 04/10 v 10/10 = 57,73Km


7ª Semana: 11/10 v 17/10 = 70,5Km


8ª Semana: 18/10 v 24/10 = 57,0Km


9ª Semana: 25/10 V 31/10 = 45,0Km


10ª Semana: 01/11 v 5/11 = 27,0km

Participei em 7 provas:


05-09-2010 - 23ª Corrida do Avante


11-09-2010 - 34ª MMSJL


21-09-2010 - 11ª MeiaMaratona do Centenário


03-10-2010 - Trail Grande Lago


10-10-2010 - MMRibeirinha da Moita


23-10-2010 - 20KM Almeirim


24-10-2010- 30ª Corrida do Tejo



Contabilizando os quilómetros percorridos em 37ªdias de treinos e provas, com 550,005Km, em horas utilizadas de 47h08min.

Terminar uma maratona é um sonho acessível a qualquer corredor! Fico aguardar pela hora da partida, que numa prova tudo pode acontecer, espero que me corra da melhor forma possível, na minha primeira Maratona.

Desejo a todos que vão participar uma grande maratona, especialmente aos companheiros Blogosfera Corredora.

Ate Sábado durante a Pasta Party no pavilhão Rosa Mota, e domingo na partida e chegada.

Obrigado a todos pelo apoio demonstrado, especialmente a familia.

Abraços para todos

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

30ª Corrida do Tejo


Corrida do Tejo, segunda participação, estava nos planos participar na condição como viria dos 20km de Almeirim (link). Em Almeirim correu tudo bem, sai sem mazelas com possibilidade de participar. Fim-de-semana de dupla jornada.


Como combinado ia na companhia do TANDUR Filipe, mas Almeirim veio com mazelas e não pode seguir comigo ate Algés, as melhoras põe-te bem, Porto esta aproximar.

A viagem ate a outra margem do rio e curta, mas tinha a incerteza onde deixar o carro, Algés ou Oeiras. A5 vai e não vai fui parar Oeiras como no ano passado, acho que foi a melhor escolha.

Já na estação de comboio de Oeiras a quantidade de atletas era enorme o apeadeiro era pequeno para tantos atletas, a viagem feita de comboio foi bem apertada com fosse numa caixa de “sardinhas enlatada”.

Chego Algés a confusão era ainda maior, boa moldura humana que predominava o amarelo t-shirt oficial da prova, muita animação o ambiente era fabuloso, cerca de 10000 participantes pularem, gritarem ate cantamos a música dos Xutos&Pontapes improvisada do tema “Maria”, lindo.

Ainda com algum tempo efectuei alongamentos e aquecimento em corrida, revi caras conhecidas, Fábio Dias, Hanilton, Carlos Fonseca, Nuno Romão, o Carlos Lopes que o vi final.

Com a fita dos sub40 que me forneceram por engano no acto do levantamento do dorsal-t-shirt , agradeço o engano claro que aproveitei para estar nesse espaço restrito, mas nesse local estavam presentes pessoas que com certeza não iriam fazer menos que 40min, como eu, depois presenciei poucos metros a frente depois da partida já estavam andar, aja paciência.

Excelente organização pela Nike em parceria com a C.M.Oeiras que já vai na 30ª edição, com o enorme numero de atletas melhor não podia ser, Kms assinalados, animação ao longo do percurso com bandas de musica em menor número do ano passado, abastecimentos bem situados em abundância, num percurso com o seu grau de dificuldade, esteve uma manha magnifica para correr lado a lado com o Tejo.

Da minha participação tenho a dizer que correu muito bem, nem estava espera que corresse tão bem. Parti bem os primeiros metros um pouco mais lentos devido ao elevado numero de atletas, depois meti andamento sempre no pensamento ate quando durava o combustível, ia ganhando quilómetros sentia bem ao mesmo tempo ganhava confiança para continuar o ritmo que levava. A 2km do final a ultima subida para ultrapassar as pernas começavam a pesar, olhava para relógio ia bem, já no lado contrário da meta não conseguia aumentar o ritmo, estava “preso”, só faltava ir a rotunda e fazer os últimos 400m bem queria fazer sprint mas não dava.

Termino a minha participação na 30º edição da Corrida do Tejo, nos 10,100km marcados pelo Garmin, em 42’39’, na distancia é o melhor registo, fiquei no 669º lugar em 9262º atletas na geral da classificação.

Fica a faltar apenas 14 dias para Maratona do Porto o trabalho está feito, agora vai ser rolar ate ao Grande Dia.

domingo, 24 de outubro de 2010

20 km de Almeirim

Familia Blogosfera Corredora em Almeirim
(Foto Adelino)

Ontem participei na 24ª edição dos 20 km de Almeirim, Rota da Sopa da Pedra. Há um ano atrás tinha programado participar mas o joelho não o permitiu em que fiquei desiludido, mas este ano regalei em correr pelas ruas de Almeirim numa bonita festa do desporto, muito convívio com bons amigos, a organização quanto a mim esta de parabéns boa organização, bem situados e bons abastecimentos, Kms assinalados, no final amplo espaço para todos conviverem e saborear a sopa da pedra, para ano voltarei.


Como regularmente tem acontecido fomos na companhia da família Almeida, chegamos cedo Almeirim, entre levantar os dorsais equipar e falar com os amigos o tempo passou e já era hora de começar a correr pelas ruas de Almeirim, em circuito praticamente plano, os 5k iniciais foram percorridos por Almeirim, depois até Alpiarça rotunda dos Patudos, seguimos pela direita junto ao afluente da barragem de Alpiarça e retorna a Almeirim

Os TANDUR marcaram presença, junto de bons amigos, o Adelino, o Daniel que esteve apoiar, o Mota e Susan, Mário Lima, Brito e Otilia, Carlos Coelho, José Melo, Nuno Romão, o Luis Parro que fiquei contente e surpreendido de o ver ali acompanhado pela sua esposa, entre outros. Iniciei a minha estreia em que os primeiros 5km foram um pouco difíceis por sentir cansaço, aos 5km passamos pela zona da Partida/Meta estavam as minhas princesas apoiarem, tive a oportunidade de tocar na mão pequenina da Carolina. Com a companhia do TANDUR Filipe, fizemos a prova juntos, ao longo do percurso ia incentivando e incentivado pelos amigos. Depois do retorno aos 12,5km a prova renasceu, sentia-me bem com força e aumentei o ritmo, que deu para ultrapassar muitos atletas uns parados e outros bem mais lentos tal era a facilidade que os ultrapassava.

O Filipe por volta dos 14km começou a sentir dificuldade em seguir o ritmo, fui sempre incentivando em colar-se a mim para que não ficasse para traz, penso que o ajudei. Os quilómetros passavam-se ate que começo ouvir musica, o Filipe ficava, e dizia “vai ter com a carolina”, já via pórtico da meta, bem que olhava para aquele amontoado de pessoas para encontrar a minha princesa, não estava e cortei a meta, sozinho. Ilações que tiro deste dia que correu muito bem o treino/prova a caminho do Porto, o trabalho ao longo destas 8 semanas é satisfatório que no Porto ira correr dentro das minhas perspectivas, terminar bem!

Termino a minha participação nos 20km de Almeirim, nos 20,130km marcados pelo Garmin, em 1H29’06, no 89ªlugar no escalão Sem/M, no 249º lugar em 643º atletas na geral da classificação.

No final, a Festa animada com música e baile pezinho de dança que o Mário e a esposa nos proporcionou, convívio com os amigos da blogosfera, a refeição regional a saborosa Sopa da Pedra para restabelecer energias, caralhotas, sumos, vinhos e fruta, produtos regionais, e como sempre fomos uns dos últimos abandonar o recinto.

Hoje dei continuidade ao treino com a ida a Corrida do Tejo (link)

domingo, 17 de outubro de 2010

Treino Longo

Hoje completei a sétima semana faltando três semanas de preparação para grande dia, Maratona do Porto. Como programado era o ultimo treino longo, fiz o treino na companhia do Filipe e do António, os TANDUR, juntando-se a nós meu amigo de infância o Nuno Filipe “Gangas” que nos acompanhou de bicicleta.


Depois de uma noite de trabalho apresentei-me na hora marcada, 8h30, local de encontro Cruz de Pau onde reside o “primo” Filipe. Eu e o Filipe iniciamos o treino, dirigimo-nos ao encontro do António que vinha de Corroios, juntos retomamos a direcção da Cruz de Pau, continuando pela estrada dos Foros da Amora passando por Pinhal Verde, Verdizela, e Fonte da Telha, Aroeira, Charneca da Caparica ate ao Lazarim ai convergimos para estrada nacional 10, Sobreda, Alto do Indio e seguimos em direcção ao Parque da Paz local predilecto para treinar, aí terminamos o nosso “longo”.

No Parque da Paz estavam presentes as minhas meninas, ainda deu para correr de mão dada com a Carolina, estavam na companhia da Isabel e da Vitoria. Perfizemos o percurso "aqui" de 30km em 2h45, como eu tinha previsto.

Falta apenas 21 dias para Maratona, antes vou a Almeirim e Corrida do Tejo.

Continuação de bons treinos

domingo, 10 de outubro de 2010

Meia Maratona Ribeirinha da Moita

Tirada pela Susan

Hoje participei na 13ª Meia Maratona Ribeirinha da Moita, Moita é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito de Setúbal, margem sul do Tejo. Está de parabéns o Centro de Atletismo da Baixa da Banheira, CABB, pela sua boa organização, juntou uma boa moldura humana, percurso bonito cortado ao trânsito, desta vez não ouvi buzinadelas, os abastecimentos bem situados e bem composto tanto por bebidas como colaboradores, assim incentivam para voltarmos a uma nova edição.


Cedo dirigi na companhia dos TANDUR, Filipe Fidalgo, António Almeida e sua família, eu estive solitário as minhas meninas optaram por não ir, pela incerteza do tempo. Prova inserida no meu plano de treino rumo ao Porto, direi que está a correr dentro das normalidades como programado, faltando só Almeirim e corrida do Tejo, depois o grande dia.

Chegamos com tempo suficiente para levantar os dorsais e efectuar um ligeiro aquecimento. Estiveram presentes amigos da Blogosfera Corredora, Luís Mota e sua família simpática, Joaquim Adelino que só o vi na zona de partida e durante a prova, entre outros companheiros de corrida.

Como programado as 10h30 iniciou a prova numa manha prefeita para praticar desporto, percurso totalmente plano com índice de dificuldade baixa, logo de inicio segui forte num ritmo bom na companhia do Filipe o Antonio deixei de o ver logo na confusão da partida só o revi por volta do 6km num cruzamento de atletas, coincidido com o abastecimento em que aproveitei para tomar um “gel”. Passei ao 10km, sensivelmente com 00:44, com inicio de prova a solo o Filipe tinha-se adiantado. Aos 12km passei pela zona de Partida/Meta lá estavam presentes a Isabel e a Susan de máquina a punho, Mariana e luís Carlos, ai senti algum conforto com o apoio recebido, faltando o apoio da Ruth e Carolina. Faltando apenas 9km tentei manter um bom ritmo reencontrei alguns amigos, Sergio equipa “talenter” que corri nos Trilhos de Almourol, e o Manuel Silva, indo ao mesmo tempo cruzando com os participaram na Mini, que iam incentivando e tirando fotografias. Aos 15km por volta disso novo abastecimento, reforço com segundo “gel”. Antes do final aos 18km uma subida longa, pouca inclinação ai as dificuldades começaram, quebra do ritmo e a maldita bolha no pé que adquiri no Trail Grande Lago que dificultou durante a semana, custou um pouco. Termino a minha participação conseguindo construir o meu melhor tempo na Meia Maratona, nos 21.260km marcados pelo Garmin, em 1h34’54, marcou mais 8seg cronometrados pela organização é a velha historia, a marcação do chip não prevalece do inicio, fiquei no 85ªlugar no escalão Sem/M em 174 atletas, no 210º lugar em 522º atletas na geral da classificação.

Mais uma semana dando continuação ao plano de treino, pelo menos tentar para que isso aconteça. Este fim-de-semana faço uma pausa voltando daqui a quinze dias para dupla jornada, Almeirim e Tejo.

Uma boa semana para todos.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

7 de Outubro 2010

"Zé " 1938 / 2010




Se eu pudesse….Hoje….Só te Abraçaria….Beijaria….
Hoje era o teu aniversário, perfazias 72 aninhos.
Recordamos de ti “”, com muita saudade.
A saudade, esse sentimento único.
Que nos mostra quem são as pessoas, que realmente marcam nossas vidas.
És uma dessas raras pessoas, que nós nunca esqueceremos.
A saudade é um sentimento que nos alegra por nos dar a certeza que temos a ti “”, no nosso pensamento e também nos entristece, por lembrar que estás distante.

Sentimos a tua falta.

Parabéns

Ruth, Vítor e Carolina



segunda-feira, 4 de outubro de 2010

I Trail Terras do Grande Lago-Alqueva

Mais uma dupla passagem

Parabéns Luís Mota

Primeiro vou felicitar aqui no meu cantinho o amigo Luís Mota, pela conquista do primeiro lugar nas I Trail Terras do Grande Lago, quem trabalha recolhe os seus frutos. O primeiro de muitos, muitos Parabéns.

As terras do Grande Lago

Ontem participei no I Trail Terras do Grande Lago que dos 34km iniciais foram alterados para pouco mais de 36km devido ao dia de caça e falta de amabilidade de alguém. Evento organizado por pessoas/atletas que sabem o que fazem, sabendo o que os atletas precisam acolhendo-os bem, oferecendo sempre o melhor, “O Mundo da Corrida”.

No meu entender, percurso bem elaborado, foi escolhido ao pormenor fizerem um óptimo trabalho de pesquisa no terreno, um Trail com dificuldade media um autentico”carrossel” do primeiro quilometro ao ultimo, percurso baleado “qb” faltando algumas fitas nalguns sítios, abastecimentos bem recheados só o primeiro muito próximo do segundo mas como não esteve muito calor quase não se notou anomalia, no geral acho que correu tudo bem
.
Os TANDUR e famílias dirigimos bem cedo para terras alentejanas. Portel é uma vila portuguesa, no Distrito de Évora, o local de concentração dos atletas, ai tínhamos transporte que nos levaria ate ao local de partida em Alqueva. Prova que não pretendia ter falta de comparência, mas desde terça feira que passei mal, o vírus da gripe invadiu-me o sistema imunitário e todos sintomas de mau estar, mas ao fim de 5 dias a “lutar”, sábado já me sentia melhor e nos meus planos para domingo, era participara ate aonde conseguisse, felizmente correu tudo bem.

Portel local de concentração de vários amigos, não vou evidenciar nomes dizer apenas “Blogosfera Corredora” e conhecidos, foi bom revê-los a todos num dia de muita alegria, convívio, brincadeiras sem faltar a corrida. Depois de uma curta viagem ate Alqueva, barragem nem vela, local de partida no átrio da Junta de freguesia de Alqueva, com banda filarmónica tentar aquecer os ânimos porque o frio e muito. Sensivelmente pelas 9h30 deu-se o inicio, pouco antes tinham partido os caminheiros, parti bem num ritmo ate bastante rápido para os quilómetros da prova, logo deixei de ver o TANDUR e passei a correr “sozinho”, os 15km iniciais foram feito num “estradão” num sobe e desce continuo, presente uma paisagem lindíssima do Alqueva, lago artificial um enorme espelho azul que nos invadia a visão pois é o maior lago artificial de toda a Europa, corríamos junto as margens do Lago. Corri junto do amigo Fernando Rodrigues ate ao momento que ficou para traz. Ao 10km passei sensivelmente com 48’00, aos 22km que coincidiu com um abastecimento estava com 2h00 de prova.

Depois do “estradão” as dificuldades começaram a aumentar, os montes alentejanos começavam a evidenciar, quem diz que o Alentejo e plano engana-se redondamente, transpor fortes inclinações negativas que as tinha de fazer andar, com descidas algo perigosas e matreiras. Para dificultar mais fazia-se sentir um forte vento que levantava enormes nuvens de pó. Nestas provas há sempre a probabilidade de haver enganos, isso aconteceu-me, seguia atrás de um grupo e numa sebe que teríamos de baixar um pouco para passar, mas as fitas estavam lá, seguimos pelo monte acima. Para mim o engano não foi muito, porque quando deparei com todos parados a olharem para todos os lados, pensei, “e pá estamos enganados”, recurso voltar para traz.
Ai reencontrei o F. Rodrigues que ate final seguimos juntos com a companhia de outro atleta, com esse mesmo atleta aconteceu o mais caricato, sentia uma dor na anca e no abastecimento dos 28km estava presente uma ambulância com três profissionais, ao dirigir-se perguntando se tinham spray que alivia-se a dor, responderam com prontidão, “Não temos nada disso”, a indignação constatou-se, pergunto, e normal isto? Prossegui para os últimos km, continuando o sobe e desce ate que falo com a Ruth por telemóvel para informar que estava tudo bem e já ia no 30km, eis que recebo uma noticia fabulosa mas ele merece e muito, que o Luís Mota tinha ganho a prova, fiquei contentíssimo. Depois do ultimo abastecimento uma subida feita a pé/correr já no cimo já se avistava-se no horizonte o castelo de Portel, o final estaria para breve e o merecido reencontro com as minhas meninas, Carolina a minha espera para ultrapassar-mos mais uma meta juntos. Termino a minha participação no I Trail Grande Lago, nos 36.300km marcados pelo Garmin, em 3H29’23, no 15ªlugar no escalão Sem/M, no 41º lugar em 143º atletas na geral da classificação.


Duplo Finish

Depois de um reconfortante banho foi ao encontro do pessoal e dar um forte abraço ao campeão Luís Mota. Já era tarde e a fome apertava, e o cozido de grão à alentejana a nossa espera, estava óptimo faltou apenas um pouco de tempero. A chuva tinha chegado e com força, dirigimos para o auditório municipal para entrega dos prémios ao mesmo tempo que visionávamos as fotografias da prova numa tela gigante em autentica algazarra, especial a congratulação do primeiro da geral. Hora da despedida ate pró ano, estarei de volta, mesmo antes regressar a casa ainda passamos por Évora, rever o irmão da Ruth que esta a estudar em terras alentejanas. Uma curta viagem ate Almada ao fim de um dia longo cheio de acontecimentos bons.

Próxima aventura Meia Maratona Ribeirinha da Moita.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

11ª Meia Maratona do Centenário

Meia Maratona de Portugal esta idealizada Centenário, comemoração dos 100 anos implantação da República Portuguesa, por mim programada já algum tempo, desde da última edição, estava inscrito seria a 2ª e com muita vontade mas na altura lesionei-me no joelho com tristeza não participei e ai ficava prometido que na próxima não faltaria.

TANDUR
Apadrinharam Alberto Coutinho(2251)

Assim hoje foi dia de romaria ate a parte mais alta da ponte Vasco da Gama, transportados pelos autocarros amarelos da Carris lá foram chegando a conta gotas para todos participarem, uns na Meia e a maioria na Mini, era um enorme moldura que predominava a cor Vermelha, uma grande festa.

Para mim foi tudo novidade que adorei viver nesta linda manha. Os TANDUR presentes para abrilhantarem a prova, desta vez a “claque” optou por ficar por casa, não tivemos “aquele” apoio nem fotografias. Chegados ao tabuleiro da ponte eu e o Antonio a primeira coisa foi tentar encontrar os amigos da blogosfera corredora, logo damos de cara com o Mário Lima sempre com aquele sorriso. Reunimos com o grupo presentes, Filipe Fidalgo o “TANDUR” e um amigo (Alberto Coutinho) que iria estrear-se em Meia Maratona que lhe correu muito bem, Ana Paula, Antonio Pereira, Carlos Coelho, muito bom rever todos amigos da blogosfera.

10h30 tempo de dar corda aos ténis, o 1km foi melindroso foi um zig-zag para desenvencilhar dos penetras presentes, os tais que só vão empatar quem quer correr e de alguns mais lentos. Os 5km iniciais fiz na companhia do Filipe em que íamos num ritmo muito elevado, ele ia bem e disse-lhe para seguir, ando um pouco cansado derivado a carga de treinos semanais e a ideia para esta prova era treino ritmo. Dada altura já na descida vejo o Fábio Dias em que o comprimento, mais a frente ao 2km Analise Silva, só nos podemos orgulhar de correr ao lado desta mulher, e o Jose Melo. O trajecto da prova era novo dito mais fácil que o antigo, este totalmente plano sem grande dificuldade, com muitos e bons abastecimentos o trânsito cortado sempre com os impacientes a apitarem, uma vergonha, patrulhas médicas ao longo do percurso, placas com marcação de km, no geral esteve tudo bem, os meus parabéns. Seguia na zona do viaduto de Santa Apolónia no sentido descendente quando avisto o Luis Mota e mais atrás seguia o Carlos Lopes, os dois iam num óptimo andamento, em que os incentivei, mais atrás revi o Carlos Fonseca. Uma surpresa quando ao longe avisto o Joaquim Adelino que estava a fazer o seu treino e incentivando, foi bom rever-te. Cruzo-me com o Filipe que já vinha do retorno e parecia-me bem, depois do meu retorno foi rever caras amigas sempre incentivarem, que bom. Oiço chamarem por mim era o Antonio no seu andamento Maratonista, depois o Mário Lima, Jose Melo, Fábio Dias, Susan Mota, Ana Paula, Antonio Pereira, Carlos Coelho.

Seguia bem, concentrado na minha prova controlando o ritmo e o esforço, gerindo tudo, ate final um acumular de quilómetros, mesmo antes do retorno comecei a passar alguns, “muitos” corredores sendo um constante ate final. Já no parque das nações o incentivo popular notava-se, sem esforçar optando por não fazer o sprint final deixe-me ir, ouvi chamarem por mim mas quem fosse não dava para descortinar quem era, já em plena ponta final com aquele empedrado tramado cortei a linha de meta bem fisicamente era o mais importante, num  Recorde pessoal , percorri a distância 21,380km com o tempo de 1h36:30 num ritmo 04:30 min/km, classificado em 206º lugar no Escalão Sénior, 419º lugar da geral em 2391º atletas classificados no final da Meia Maratona do Centenário. No final conheci pessoalmente o Rui Pena grande tri-atleta, lá estaremos no Porto. Ainda por ali fiquei pelas imediações na companhia do Filipe e do Antonio para rever todos amigos mas tal não aconteceu também derivado a tanta confusão. Hora de regressar a casa para junto das minhas meninas em que me esperavam umas reconfortantes Favas, que delicia.

Foi mais uma prova, do caminho traçado ate ao Porto.

Para semana será em Portel, passear em terras alentejanas e participar no I Trail Terras do Grande Lago, serão 34km de pura natureza, e correr ao lado do grande lago artificial da barragem do Alqueva.

Ate Breve, continuçao de bons teinos.

Classificação Geral

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Relembrar

Faz precisamente hoje Um Ano que nasceu, “Correr, Uma Virtude Viciosa”, lembro-me como fosse hoje 21 de Setembro de 2009, decide construir este sítio de partilha, a partilha de palavras, imagens, de momentos especiais, de mensagens positivas e vários temas fazem deste cantinho o meu refúgio e o contacto do que eu sou com o mundo que me rodeia. Reiniciei o Vicio de correr com regularidade em Junho de 2009, e em Setembro a primeira participação na Corrida Festa do Avante, a partir daí foi um acumular de participações. Varias provas de estrada, de Trail e Areia. Desde a primeira Meia Maratona, as Lampas “Rampas”, que se tornou especial, a que me marcou mais sem dúvida foi a dos “Trilhos de Almourol”, pela estreia em provas fora de estrada e pela aventura conquistada em condições inigualáveis, que não se vai repetir. Enaltecendo a maior distância percorrida 52km “Geira Romana” tornando-me um Ultra-Maratonista. O III Meeting blogger na Costa da Caparica foi formidável. Para mim a prova mais difícil ate hoje foi “UMA Melides /Tróia”, foi 43km de muita dureza, sou um “Duro”, ai estivemos a mercê da mãe natureza, quem lá esteve sabe muito bem do que falo.


Foi um ano de muita coisa, tenho que fazer um agradecimento muito especial a minha família, é sempre a base do sucesso, no apoio e incentivo e estarem presentes, “Ruth e Carolina”, em que lhes “roubo” muito tempo de estarmos juntos para poder fazer os meus treinos, e provas. Muitas e gratificantes amizades construídas, fazer parte da Família Blogosfera Corredora que esta a crescer de dia para dia. Participei em 33 provas, todas elas exemplares, num total de 580.2km. Mas resta-me concretizar um Sonho de me tornar um Maratonista de estrada, já esteve mais longe e hoje posso dizer que o Grande Dia está a chegar, terminar uma maratona é um sonho acessível a qualquer corredor!

A todos os que por cá passam e que gostam de ler o que escrevo, só posso dizer obrigado. A vossa amizade e as vossas palavras são também a minha inspiração, os meus agradecimentos.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Para o Grande objectivo, Porto.

Hoje foi dia de treino longo, optei por não ir nem a Benavente nem ao “Destak”. Estava programado para de manha mas acabei por efectua-lo ao fim da tarde, mas hoje a vontade não era muito, mas começando a correr tudo passa. Com a companhia do meu pai que foi de bicicleta. Foram 25km feitos em estrada com inicio e fim na minha rua. O Itinerário foi Caparica, Pragal, Olho-de-boi correr junto ao Rio Tejo, Cacilhas, Cova da Piedade, Laranjeiro, Corroios, Santa Marta, novamente Corroios ai aproveitei para dar uma volta ao “terreno de Corroios” palco que não frequentava  já alguns anos foi bom lá voltar, Alto do Moinho, Sobreda, Universidade, ai cruzei-me com o Antonio e família, Monte Caparica, e finalmente Caparica.
O caminho traçado para o “Grande Dia” esta a desenrolar dentro do programado, agora e dar continuidade.
Continuação de bons treinos para todos.
Mais detalhes Aqui

domingo, 12 de setembro de 2010

34ª Meia Maratona de S. João das Lampas

TANDUR

"Os Louros da Vitoria são para si
porque connosco todos são
vencedores!"

Ontem registei a segunda participação na edição 34ª Meia Maratona São João das Lampas, ou “Rampas” como queiram designa-la, pois na edição anterior 33ª participei sendo a minha primeira Meia Maratona a estreia absoluta, prova organizada pelo amigo Fernando Andrade que esta de parabéns por nos proporcionar uma boa prova e tentar que ela permaneça no calendário, força amigo estamos contigo.

Este ano já ia com ligeira à vontade por conhecer o percurso da prova, mas as Subidas e Descidas lá estariam a nossa espera. A equipe TANDUR, eu e o António estivemos presente com a suas famílias sempre com a vontade de estar junto de nós, e com um novo elemento que aceitou o convite para juntar-se a equipe, o amigo Filipe Fidalgo que a partir de agora e um TANDUR, fez dupla estreia, na equipe e na prova, que esteve muito bem.

Já em São João das Lampas mais um ponto de encontro dos amigos da Blogosfera corredora, os TANDUR, Mário Lima, Carlos Lopes, Carlos Coelho, Joaquim Adelino, Susana Adelino, Jorge Serrazina, José Magro, Carlos Fonseca, Analise Silva, Paulo Martins, sempre uma agradável satisfação estar junto destes amigos.

O tempo fazia sentir algo quente e com um vento desagradável que prejudicaria os atletas durante o percurso, efectuei um normal aquecimento na companhia dos amigos e rapidamente chegou a hora tiro de partida. Despedi-me das minhas meninas, e iniciei mais uma aventura. 17h em ponto iniciou-se com a volta da “praxe” pelas ruas de S.J. Lampas que voltaríamos a passar por volta dos 13km, com inevitável dureza da mesma. Com abastecimentos aos 5, 10, 15, 20km, em relação ao ano passado com menos chuveiros disponibilizados pelos moradores, em que aproveitei sempre para me refrescar, em vários pontos de concentração os moradores faziam-se sentir o apoio aos atletas. Sempre com a companhia do Filipe estava-mos de regresso a S.J. Lampas para iniciar a segunda parte e final da prova, o aglomerado de pessoas era maior, finalmente uma cara conhecida a Isabel, a tirar fotografias, mais frente as minhas princesas em que trocamos olhares, e “bati” na mão pequena da Carolina. Mesmo antes de sair da Lampas cruzei-me com o Fernando Andrade com olhar fixador e tranquilo incentivando os atletas.

Saímos das Lampas eu e o Filipe para os 8km finais, sempre com ritmo bom e bem controlado aquele que permitia efectuar uma boa passada sem grande esforço, fomos acumulando quilómetros. Estes últimos quilómetros só teríamos duas “terríveis” subidas, ao 15km e ao 17km. Por volta do 19km o Filipe arrancou atrás de outro atleta que ia numa boa passada, faltava 2km sentia-me bem e arranquei atrás deles, ai o vento fazia-se sentir contra os atletas em que dificultou a tarefa, num ritmo forte ainda olhei para o Garmin e marcada 3’45’’ por km, tentei sempre manter o andamento ultrapassando atletas e já com o pórtico da meta a vista com muita gente aplaudir, dai que avisto a minha princesa já apostos para ultrapassar mais uma meta em conjunto e mão dada. Termino a minha segunda participação em S.J. das Lampas, nos 21.380km marcados pelo Garmin, em 1h43’29 num ritmo 04:50 min/km, no 69ªlugar no escalão M25/40, no 181º lugar em 380º atletas na geral da classificação. Seguiu-se o banho fresquinho, depois foi tempo da confraternização com “todos”, TANDUR, Mário Lima, Joaquim e Susana Adelino e o José Pereira, num café bebendo umas “bejecas” num ambiente de autentica cavaqueira falando da prova e das futuras provas que serão novamente o nosso ponto de encontro.

Esta foi mais uma prova do caminho traçado ate ao Porto.

Veja o Vídeo aqui da 34ª Meia Maratona de Sª João das Lampas, muito fixe, eu a minha princesa Carolina passar a linha da meta, que emoção. ;-) 
video

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Caminho traçado….

Parque da Paz

A preparação para o “Grande Dia” está na sua fase inicial e ate agora a decorrer dentro da normalidade.

Os treinos de longa distância assumem-se de importância fundamental no decorrer do treino para Maratona, um plano de 10semanas traçado por mim recorrendo a alguns disponíveis sendo aplicados a minha disponibilidade para preparar a Maratona do Porto, com um treino longo ao Domingo, e ao meio da semana um “meio” longo intervalando com series de 1000m, semana sim semana não, e alguns treinos durante a semana, ainda estou com a incerteza de fazer series!!

Hoje foi dia treino “meio” longo no palco preferido para treinar, Parque da Paz, é um espaço de eleição no “Pulmão” da cidade, tendo sido projectado por Sidónio Pardal, são 60 hectares de área verde, matas, zonas de descanso, caminhos e lagos uns amplos, outros intimistas, que nos fazem perder a noção do tempo, também eleito por muitos desportistas para praticarem seu desporto preferido.

Comparecerem pelas 16h30 como combinado para efectuar o treino em conjunto de 20km os amigos Mário Lima e o Filipe Fidalgo. Foram 20km em 2h00, não sendo por mim previsto, mas um privilégio aceitar o desafio e foram acompanhados de puro de prazer muita motivação, pois correr ao lado de um Maratonista e um futuro Maratonista tem coisas que se diga, ouvir a voz da experiencia e essencial nesta caminhada. Em plena cavaqueira pois não havia pressa para terminar o importante era acumular quilómetros, óptimo percorrer os longos caminhos que o parque nos proporciona, obrigado amigos pela companhia.

Um belo treino a caminho do Porto.

Sábado estarei presente em S.J. das Lampas dando continuidade ao caminho traçado.

domingo, 5 de setembro de 2010

23ª. Corrida Festa do Avante

Blogosfera Corredora

Esta manha participei no 23º Corrida do Avante, como há um ano foi o inicio em provas organizadas, trajecto em que participei em muitas e boas provas sempre na companhia da minha família e da família da blogosfera corredora. Festa do Avante já vai na 34ª edição nas nos últimos 20anos tem se realizado em solo da Atalaia, recinto adquirido devido à contribuição de militantes e amigos do Partido e de muitos democratas. A equipe TANDUR esteve presente mas desfalcada, eu na companhia da Ruth e da Carolina acompanhados pelos meus pais, irmã, cunhada e sogra, dirigimos para Quinta da Atalaia, eu para correr os 10km da prova com inscrições grátis, de lazer e preparação para uns e de competição para outros fez-se na Amora. Uma excelente moldura de atletas que correram e outros que aproveitaram para caminhar, encheu as marginais da Amora e do Seixal, em jeito de convívio foi de voltar a rever os amigos, que foram muitos que marcaram presença. Dei logo de caras com o Mário Lima e alguns do CCD Loures, seguindo-se o Pedro Ferreira, Luís Parro e sua esposa, Analise Silva, Fernando Rodrigues amigo dos “Trail’s”, durante a prova o Carlos Lopes, Fábio Dias, Jorge Branco ainda “gritei” por ele, o Hamilton, no final estava minha espera o amigo Filipe Fidalgo que esta de parabéns, seguindo-se Joaquim Adelino, Carlos Coelho, Ana Paula Pinto aproveitei para elogiar pela força que tem de enfrentar a vida e adquirir o livro “Margot Estrelinha Azul”, menina Margaret nunca será esquecida, o António Pereira e a “Bekas”. Da prova nada a dizer, só que parti no fim do pelotão de atletas quando suou o tiro de partida estava na conversa com o Mário Lima, prova sem dificuldade num percurso plano que este ano foi diferente, na minha opinião mais bonito, correr ao logo da baia do Seixal. A única dificuldade foi ultrapassar o primeiro km no meio de tantos atletas e a minha falta de ritmo e o intenso calor que se fez sentir.
Percorri os 10.5km pelo meu Garmim em 47'30'' num ritmo 04:31 min/km. Foi uma manha de muito convívio sendo bonito de ver a camaradagem que há entre nós, a família da blogosfera corredora esta a crescer.

No final ainda fiz um pequeno treino de 5km em 23'00'' pelas ruas de Amora, foi 15km percorridos para juntar a longa “caminhada” ate ao Porto.

A todos um forte abraço ate ao próximo encontro, para semana estarei na Meia Maratona de São João das Lampas prova organizada pelo nosso amigo Fernando Andrade.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O Regresso...

Após breves dias de ferias no sul do pais, propriamente em Portimão, aproveitando para restaurar energias para mais um ano de trabalho não faltando as corridas.


O magnifico sol que nos presenteou com dias de muito calor, deu para usufruir e desfrutar das magnificas praias banhadas pelo imenso oceano de aguas quentinhas, e com a piscina para refrescar e dar uns belos mergulhos. Dias de ferias em família gratificantes para restabelecer laços de afecto e carrinho e lazer que por alguma razão o tenha faltado durante o ano, ferias passadas na companhia da minha irmã que nos acompanhou e da família Almeida que também esteve presente no Algarve.

Em solo Algarvio não tinha programado qualquer treino seriam 9dias dedicados a família, pois o mês de Agosto foi bem completo, mas o convite da Ruth para um treino com corrida a correr-lhe nas veias, esta entusiasmada, incentivada com muita vontade, tem tudo para que lhe corra tudo 100%, só lhe falta uns treinos para se estrear numa prova, efectuamos o treino a beira mar ao longo do imenso areal da Praia do Alvor, como principiante a Ruth correu o devido apesar de umas dores musculares, eu ainda efectuei 1h10 de treino e tivemos a companhia do António.

Terminadas as férias o regresso ao trabalho e obvio a Ruth e Carolina ainda desfrutam dos últimos dias de lazer, a Carolina tem um enorme desafio pela frente, vai para uma escola nova, novos amigos, novos educadores, uma nova realidade para nos. As Ferias já passaram a rotina dos treinos iniciam-se, um novo desafio se avizinha, a Maratona do Porto, prova 42,195km de estrada que vai ser a estreia, como recomendado o treino tem que se fazer nada de ficar na sombra da bananeira e preparar o melhor possível.

Amanha vou regressar aos treinos e no domingo regressarei as provas, sendo a Corrida do Avante. A todos os amigos da blogosfera corredora uma boa época desportiva cheia de provas sem lesões.

Boas passadas.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

35Anos, 35Km Concretizados

Familia Presente

Ontem celebrei o meu 35ºaniversario com um treino de 35km, apesar de muitos companheiros de provas e treinos não puderam estar presentes por seus motivos pessoais os quais foram por mim relembrados durante o treino. Por volta das 17h00 com família iniciamos no areal da Costa da Caparica, todos quiseram presentear-me, a Ruth, a Carolina, os meus pais e minha irmã, família Almeida, a Sara e o Rodrigo meu sobrinho, com alguns metros de corrida. Depois de breves momentos juntos, eu o Antonio e a Ruth seguimos, de salientar a Ruth que correu connosco cerca de 45m. Depois de 1h de corrida saímos do areal e seguimos ate a Trafaria, e regressar novamente. Com 21km já com 2h14 paramos junto da comitiva onde tínhamos um abastecimento, muita melancia, e seguimos novamente pela areia para finalizar o treino, faltavam 14km foi o percurso ida e volta mas com o inconveniente de ter o vento contra no regresso há Costa da Caparica. Os 2km finais foram percorridos no paredão da costa terminando o 35km em 3h45 já de noite com os intervenientes ainda presentes, mantiveram-se corajosamente há nossa esperar.

Depois continuamos a festa num restaurante, num óptimo ambiente com muita comida e bebidas, música e convívio sem faltar o bolo do aniversariante. Foi o dia bem passado junto da família, obrigado a todos.

Mais Fotografias aqui no Album Picasa da Isabel Almeida

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Video UMA Melides Troia 2010- Só para Duros!

Olá amigos aqui esta o vídeo da grande aventura, esta muito giro. Renovo os parabéns aos amigos em que participaram, António Almeida, Luís Mota, Mário Lima, Fernando Andrade, Joaquim Adelino, Luís Parro, Daniel Pinto, Carlos Coelho, Carlos Lopes, Jorge Serrazina, Analise Silva, há família e a todos os aventureiros.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

35Anos, 35Km

Dar seguimento ao convite para efectuarem um treino, 35Anos 35Km, o mesmo se ira suceder grande parte no areal da Costa da Caparica e também em estrada ida e volta ate Trafaria.
Hora do inicio 16h00, 16h30, combinar o mais compatível, tem que ser esse horário, primeiro porque estou a trabalhar ate as 15h e terminar ainda com alguma luz natural. Ponto de encontro o mítico restaurante "Mar Puro".

Esta tarde a equipe TANDUR efectuou mais um treino no areal da Costa da Caparica, foi 1h18m de puro prazer, sentir acção da brisa marítima e o imenso areal. Que agradável banho naquele mar imenso que soube tão bem, e saborear uma belíssima Bola de Berlim, uma pequena extravagância.

Grande abraço para todos

Equipe TANDUR a comer com prazer

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

JUNCAL / BATALHA

Juntado o útil ao agradável, foi o que fizemos este fim-de-semana, aproveita-lo da melhor forma. Fugir do quotidiano e descansar e aproveitar em participar em provas de atletismo. Dirigimos, a equipe TANDUR, ao centro do país ate a Batalha, local onde se situa o Mosteiro de Santa Maria da Vitória, mais conhecido como Mosteiro da Batalha, e foi mandado edificar por D. João I como agradecimento à Virgem Maria pela vitória na Batalha de Aljubarrota. Este mosteiro dominicano foi construído ao longo de dois séculos, desde o início em 1386 até cerca de 1517, ao longo do reinado de sete reis de Portugal. Ai pernoitamos nas imediações do mosteiro, foi o deitar e o levantar com ele no nosso campo de visão.

Ao fim da tarde dirigimos ao Juncal, para participar na prova de atletismo, 12ªCorrida São Miguel integrada nas festas do concelho. Prova organizada pelo amigo Vítor Ferreira que o felicito pela excelente prova com um bom número de participantes, também estavão alguns amigos, Luís Mota, Susan, Carlos Lopes, Vitorino Coragem. Percurso de 6,8km pelo meu Garmin de duas voltas passando por toda a vila com partida e chegada junto a Igreja Matriz, com inicio as 20h00. Bem avisado pelos que já tinham o feito que não seria fácil, pois assim foi com as suas subidas com boa inclinação e longas, tendo suas descidas para compensar. Provas de curta quilometragem com tendência de ser bastante rápidas, rápidas demais para o meu andamento. Sem muito para contar terminei os 6.8km em 30m ritmo 04:24 min/km. Foi altura de saborear uma bifana da carne do porco assado no local da festa, ofercida pela organizção.

Depois tempo de ir descansar porque 12h depois nova prova de atletismo na Batalha integrada nas festas do concelho, o Grande Prémio de Atletismo Mestre de Aviz, prova com cerca de 6 km, percorri as localidades de São Jorge (Concelho de Porto de Mós) e termino na Batalha, junto ao emblemático Mosteiro de Santa Maria da Vitória. Reencontrarei novamente o Luis Mota, Susan e a Mariana, o Costa do CCD de Loures. Os atletas tiveram a disposição transporte ate ao local de partida, fazia relembrar outras aventuras. Novamente prova curta com ritmo elevado, com pouco tempo de recuperação decidi não forçar muito. Inicio as 10h30 com uma descida forte coincidindo com a subida mais forte ainda, boa inclinação foi assim os primeiros 1000m. Depois foi rolar os 5km num trajecto sem a maior das dificuldades ate a meta. Percorri os 6,1km pelo meu Garmin, em 27min ritmo 04:25 min/km. O cortar a meta foi muito especial, de mão dada com a Carolina, a Vitoria e o Antonio, os 4 TANDUR na primeira em conjunto. Tempo de despedidas e de regressar ao lar, pelo trajecto ainda paramos em Aljubarrota e em Alcobaça e de visita-lo. O Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, também conhecido como Mosteiro de Alcobaça, é a primeira obra plenamente gótica erguida em solo português. Com os seus ex-líbris os túmulos de D. Pedro I e de D. Inês de Castro. Está classificado como Património da Humanidade pela UNESCO e como Monumento Nacional, desde 1910. Em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal. Em 1834 os monjes foram obrigados a abandonar o mosteiro, na sequência da expulsão de todas as ordens religiosas de Portugal por Joaquim António de Aguiar, um inimigo da Igreja. Ainda houve tempo de provar os seus doces conventuais, que maravilha.
Foi mais um fim-de-semana cheio de adrenalina.


Na próxima quinta feira dia 19 de Agosto de 2010, vou efectuar um treino ao fim do dia por volta das 16h30/17h00, de 35km para comemorar o meu aniversário, 35 Anos 35km. Se quiserem acompanhar-me serão bem-vindos, não sendo obrigatório efectuarem a totalidade dos quilómetros. Em breve informarei o local do treino aos interessados em acompanhar-me.

Forte abraço para todos