... Virtude ...

domingo, 11 de dezembro de 2011

26º Maratona de Lisboa




Um mês passou e voltei a correr a mítica distância de 42,195km, a 26º Maratona de Lisboa na minha cidade a 4º em que participo. Mesmo assim os dias antecedentes foram de ansiedade e de nervosismo. Nesta Maratona tive direito a estágio 5*, tive a fantástica companhia da Família Mota. Cheguei cedo as imediações do Estádio 1º de Maio, estava com curiosidade em rever os estreantes o (afilhado) Pedro, Fábio, Hanilton, e o regresso á Maratona do Mário, não consegui rever todos só o Mário e o Pedro, houve tempo um a um fui reencontrando os amigos, que agradável! Mas fico feliz em saber que tenho muitos e bons amigos e sei que posso contar com eles, obrigado amigos! Felizmente Estava tranquilo e depressa chegou a hora da partida, o tempo era propício para prática de desporto, bem diferente da edição anterior. O percurso da Maratona o mesmo, durinho num sobe e desce e com os últimos 4km o mais complicado em efectuar, do Terreiro do Paço ate Areeiro a fatídica Av. Almirante Reis numa subida dramática, do ponto de vista que os maratonistas já tem nas pernas muitos quilómetros. Ate a Meia Maratona fui rolando a bom ritmo com a companhia de um veterano das Maratonas companheiro de equipa das Asas do Milenium, Cirilo Santos. Passei ao 10km com 44min, á Meia Maratona na zona de Santos, passei com 1h32 fiquei contente mas depressa fiquei desiludido ao ver uma enchente de pessoas a “bloquear” a passagem. A prova da Meia Maratona tinha iniciado as 10h30, 2min antes há minha chegada, tinha ficado na ideia que iniciaria as 10h que não teria problema. Entre zig-zag, encontrões, subir e descer passeios, entre insinuações desagradáveis foi ultrapassando os obstáculos, de aproveitável no meio desta turbulência, fui revendo os amigos que iam-me incentivando. Não chegando tudo isto, por volta dos 30km com 2h11'12 de prova, os problemas começavam, de um pequeno incómodo na zona do peito do pé e tornozelo a dores que levavam abrandar o ritmo, partir dai só queria mesmo terminar e ia recapitulando tudo ate então e tentar perceber esta dor, será que foi da sapatilha apertada demais ou do esforço dispensado a partir da Meia Maratona. No Areeiro a pouco menos de 2km iniciavam as cambreas, na parte posterior da coxa esquerda poucas mas que incomodava não foi necessário parar, e a dor no pé direito, só queria mesmo era terminar. Conclui a Maratona de Lisboa na distância cronometrada pelo Garmin 42,40km em novo PR 3h10’10, ritmo de 04:29 min/km, classificado no 61º lugar no escalão Senior, no 123º lugar em 1341º atletas na classificação geral, representei a equipe Asas do Milenium que esteve representada com 11 atletas na Maratona e 3 na Meia Maratona. 


terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Treino Lunar / Cross Amora

Dá nisto não ter muito tempo disponível, post’s fora de tempo!

Apesar de falta de tempo, a rotina de ir correr não falha! Como é hábito e dia treino longo é ao domingo mas a uma semana da maratona não é aconselhado, não creio que prejudique! No sábado dia 26 de Novembro de 2011, 22ºTreino Lunar, já algum tempo que não reunia com os RunnersLunares para saborear a brisa marítima e correr naquele imenso areal! As 19h como programado entre uma dúzia de corredores e caminhantes, foi uma hora de treino, o areal estava uma autêntica pista, maravilha, sempre óptima companhia em grupo nem se dá pelo tempo passar! Foi bom regressar a Costa da Caparica, fui revivendo momentos bons que por ali passei.




Domingo dia 27 de Novembro 2011, Cross Internacional de Amora prova inserida no calendário do troféu do Seixal os Asas do Milenium com 44atletas presentes e entre mais de 100 equipas fomos a segunda com maior numero de atletas! Prova dividida em escalões de masculinos e femininos em distâncias diferente. A prova do escalão sénior onde estou inserido foi ao 12h15 numa distancia de 10km, 5 voltas ao recinto num percurso duro quanto basta. Pelo Garmin, 10,5km em 00:45:10 ritmo de 04:18 min/km, classificado no 69º lugar em 92º atletas na classificação geral. Ao nível do Troféu do Seixal equipas seniores do Asas do Milenium foram as mais fortes, conquistamos o primeiro lugar do pódio ao nível masculino e feminino. Custódio António e a Cátia Serôdio das Asas do Milenium foram 1º homem e 1ª mulher ao nível de todo o Conselho! No troféu do Seixal, Asas do Milenium encontra-se no 3º posto com 484pontos.





Estava praticamente concluída a preparação para Maratona do Porto!


domingo, 20 de novembro de 2011

Meia Maratona da Nazaré


Depois de participar na corrida mais emblemática do panorama nacional, Maratona do Porto onde se tornou hábito correr na invicta, passado somente sete dias no dia 13 de Novembro de 2011 voltei a competição, onde viajei ate Nazaré e participei na 37º Meia Maratona Internacional da Nazaré a Mãe de todas as Meias no plano nacional a mostrar uma vitalidade que continua a fazer desta prova uma das favoritas do pelotão popular e a justificar em pleno uma visita a esta bonita e hospitaleira localidade.


Na companhia do Pedro Ferreira e família onde ele se estreou na Nazaré, também a minha menina de Ouro fez companhia, um forte incentivo para a corrida tudo fica bem. Na edição anterior a “Mãe” foi generosa e este ano voltou a recompensar pelo trabalho efectuado. O tempo dava indicações que iríamos ter chuva, felizmente no final é que choveu copiosamente, foi uma molha que chegou até aos ossos!


O percurso, quase integralmente plano, nesta edição uma pequena alteração no percurso, com a inclusão de passagem pela nova ponte, quando cheguei ao cruzamento fiquei surpreendido com pessoas a correr num viaduto, questionando-me o que ali estavam a fazer mas depressa deparei que teríamos que por ali passar, fez que no final o tema de conversa fosse a novidade do percurso que fez “roubar” alguns segundos ao tempo final.

O reencontro com muitos e bons amigos da blogosfera corredora onde marcaram presença na mítica prova. Perdendo de vista o Pedro e Mario Lima, depois de um breve aquecimento com Luís Mota, segui com ele para frente da partida ai consegui visionar a Carolina que entre fotografias e gestos mostrava a alegria de ali estar. Depressa chegou as 11h00 a hora de partida na minha opinião um pouco tardia, parti bem no ritmo que sentia á vontade, os primeiros 5km efectuados pelas ruas da Nazaré com passagem pela longa marginal correndo a beira da praia mais típica de Portugal a população em massa um apoio caloroso, onde reencontrei a pequena e bonita carolina que claro o toque na sua pequena era inevitável, depois só no final haveria o reencontro. O retorno na zona de Famalicão ao 12.5km, passei com 53min as contas de cabeça dava para finalizar abaixo da 1h30. A vontade em terminar e muito, aqueles últimos momentos de estrada na longa recta com quase 2km ate a chegada á meta, são únicos! Desta vez não tive o prazer de correr aqueles últimos metros ate á meta com a Carolina, estava refugiada num abrigo pois chovia!

Conclui a MMIN na distância cronometrada pelo Garmin 21,23km em novo PR 1h28’03, ritmo de 04:08 min/km, classificado no 75º lugar no escalão Senior, no 159º lugar em 1135º atletas na classificação geral, representei a equipe Asas do Milenium que esteve representada com 11 atletas.


Para dar o seguimento da preparação e não perdendo a embalagem dos treinos ate Lisboa, dia 4 de Dezembro realiza-se a Maratona de Lisboa onde tenciono marcar presença, sendo a 4º Maratona! Nesse dia vai ser muito especial por duas razoes, para juntar aos vários Maratonista teremos um regresso de um grande atleta e amigo que já correu algumas maratonas e sua ultima foi em 1997, falo pois do Mário Lima. A segunda é, vai-se estrear na mítica Maratona o grande amigo que nos últimos meses tem feito companhia nos meus treinos e tem dado muita forma para que não desanima-se e deixa-se de treinar num momento menos bom da minha vida, falo pois do Pedro Ferreira.

A ambos agradeço tudo quem feito, e no dia 4 vou estar presente para homenageá-los com a minha participação e festejar com eles no final o vosso dia, o regresso e a estreia.

Ate dia 4!

sábado, 12 de novembro de 2011

8º Maratona do Porto


 
Já há muito estava programado o regresso ao Porto para participar mais uma vez na mítica distância de 42,195km, Maratona do Porto onde me sagrei Maratonista, correr uma maratona é duro mas muito especial. No sábado partem de Lisboa em direcção a cidade invicta dois autocarros disponibilizados pela organização em troca de um valor simbólico, cheios de entusiasmo alguns faziam a sua estreia e outros voltariam a percorrer a distância, obrigado Ana Pereira pela tua dedicação. No passado domingo foi a minha terceira Maratona, correr uma Maratona também é algo que exige de nós muito e muito trabalho treino, nesta apliquei o mesmo plano que implantei para primeira Maratona, tudo decorreu dentro da normalidade com quatro treinos semanais, no ultimo mês antecedente tudo se alterou, o não cumprimento do plano treinos e o pouco descanso estava tudo virado do avesso, ai a preocupação e falta de convicção antevia que não seria fácil!!! Já na invicta no Centro de Congresso Alfandega do Porto para efectuar o levantamento do kit de participação, ai afluência e aglomerado de pessoas era notável a fila era longa, com longa demora. A refeição do almoço foi a inevitável Massa servida no recinto, PastaParty.

Dia 6 de Novembro de 2011 pelas 09h00, na Cidade do Porto, Maratona do Porto com partida no Palácio de Cristal, e chegada no Parque da Cidade com um percurso fantástico, um evento de referência nacional e internacional, vê-se pelo grande número de atletas de muitos e variados países que fazem questão de se inscrever, numero que aumentou desde a última edição. O nervosismo antes da partida e o frio que se fazia sentir estava ser-me um forte adversário. Suou o tiro de partida era inicio de uma grande caminhada ate ao termino da mesma com incerteza de quanto tempo demoraria e se chegaria ao final, como comentaria durante a mesma, “isto vai ou racha”. Ate aos 10km o pelotão vai compacto, coeso sem saber a distancia de cada um iria fazer, subitamente a partilha de emoções separa-se e inicia-se a caminhada dos Maratonistas e dos futuros maratonistas. Como é bom correr quando somos acarinhados, incentivados pelo público e especialmente pelos próprios atletas, amigos que quando cruzamos hão-de sempre de existir reserva de força para incentivar o próximo, ajuda imenso. Da ponte Dão Luís ate Afurada é um pulo, ai o retorno coincidindo com o meio da Maratona em que passo com 01h36’32, agora de regresso ao Freixo seria o ponto de retorno com 28km, começo a ganhar mais confiança para o que faltava para término da mesma. O tempo continuava frio o Sol tímido não fazia aquecer, senti frio nas mãos e braços ate por volta dos 23km.



A terminar 3º Maratona


Aos 28km onde iniciei o desafio há minha preparação efectuada, sentia bem fisicamente dava-me mais confiança, aos 30km passo com tempo de 02h16’53, nos últimos quilómetros consegui manter o ritmo bom que levava ate mesmo diminuir o tempo/ritmo por km, o mesmo aconteceu na edição anterior!!! Nestes últimos quilómetros deu-me a perceber que a distância impõe respeito, pois passei muitos atletas que por outrora passaram por mim, ai tem que prevalecer os treinos não descorando que o corpo humano não é uma máquina que pode ceder sem percebermos a razão, aqui ate mesmo aos mais experientes quebram. Durante a prova sentia que faltava algo, com aproximação da meta nota-se mais essa falta, faltava pouco mais de 2km a derradeira subida, o ultima forcing ate á consagração. Com a meta a vista o apoio aumentava, olhava para todo o lado mas a Carolina não estava para que a satisfação fosse maior, no imaginário esteve presente mesmo estando distante.

Conclui a Maratona do Porto com uma distancia superior cronometrados pelo meu Garmin 42,65km em novo PR, 3h11’10 oficioso ritmo de 04:29 min/, classificado no 47º lugar no escalão M35, no 228º lugar em 1514º atletas na classificação geral, onde representei a equipe Asas do Milenium.

Depois do concluir o objectivo em terminar aproxima-se o próximo que também passa por terminar, Maratona de Lisboa, será quarta!!

Os meus parabéns a todos os atletas, os que terminaram e aos que por algum motivo não puderam fazer.

 

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

GP Cruz de Pau


No passado domingo realizou-se o XXIX Grande Prémio de Atletismo da Cruz de Pau, numa extensão de 13.000 metros, prova que deu início a mais uma edição do TAS (Troféu de Atletismo do Seixal), onde a equipa das Asas do Milenium vai participar com uma óptima equipa de atletismo, logo abrir o TAS marcaram a presença de meia centena de atletas. A uma semana da Maratona do Porto que há muito esta no meu calendário, por ter abdicado que participar nos 20km de Almeirim e nesse dia e tão pertinho de casa uma prova nada melhor que correr por zonas que bem conheço, o treino indicava efectuar alguns quilómetros antes da prova. Pelas ruas da Cruz de Pau e Amora efectuei cerca de 9km com companhia do Pedro e o Paulo, tendo o Filipe e o Luís terem optado em acompanhar-nos somente para efectuarem o seu aquecimento! A confusão gerou-se com o local de partida, e assim o atraso não foi inevitável. Parti rápido, mas logo deparei que o ritmo estava demasiado alto, 1km 3’45’’!! Estava uma óptima manha para correr, o trajecto bem familiar onde varias vezes efectuo os treinos longos na companhia dos habituais Runners, percurso de baixa dificuldade praticamente plano. Depois do retorno localizado na Verdizela coincidindo com o único abastecimento, foi engraçado de rever os atletas com as camisolas do clube, quando cruzava por eles incentivava-os sendo retribuído pelos que me conhecem, ora bem, o que será pensariam os restantes?!? Os últimos três quilómetros foram um pouco decepcionantes, rolava a bom ritmo mas eu queria mais, queria diminuir o ritmo instantâneo mas não consegui, falava para comigo, será cansaço ou já estou a dar tudo que tenho!?!? Com tanta ”conversa”, quando dei conta já estava na parte final, ultima recta seguida de uma pequena descida, termino o GP Cruz de Pau nos 13.3km marcados pelo Garmin, em de 53’05’’ num ritmo 03:59 min/km, classificado no 32º lugar no escalão M24/39 masculino.


Asas do Milenium terminaram em 6ºlugar colectivo em 24ºequipas presentes, no torneio TAS, Asas do Milenium arranca a época com o excelente 3ºlugar entre 15 equipas presentes para torneio “TAS”. Esta de volta uma das corridas mais emblemáticas no panorama nacional, é já neste domingo a prova rainha do atletismo a Maratona do Porto, os 42km na Invicta foi no ano passado palco da minha estreia na Maratonas pois este ano estou convicto que passarei parte da manha de domingo a correr pela ruas do Porto e Gaia, e reviver os melhor momentos ali passados. A todos que vão participar que tenham uma óptima manha de Domingo, Invicta será um local de reencontros de amigos em que eu espero cumprimenta-los.

Ate sábado na Pasta Party!

sábado, 22 de outubro de 2011

RedCross Trail 2011


Maiorca

 No passado 16 de Outubro de 2011 desloquei ate há pequena vila de Maiorca do concelho da Figueira da Foz, onde se realizou o 1º RedCross Trail de 31km corrida de montanha organizada pela Delegação de Maiorca da Cruz Vermelha Portuguesa. Por existir no calendário muito boas provas de Trail o aparecimento de mais uma seria uma expectativa, os meus parabéns a organização pelo esforço, dedicação e apoio aos atletas para proporcionar uma bela prova. Com inicio na bonita praia de Quiaios, percorrendo cerca de 2 kms no areal que levava a “escalada” da Serra da Boa Viagem. Depois da subida, começa a descida, técnica, muito rápida sem grandes obstáculos mas foi ai que vi atleta “enfiado” no meio das silvas onde não conseguia sair sozinho, três formamos uma corda humana e ajudamo-lo a sair dali. Ultrapassando o primeiro obstáculo tinha pela frente a Serra de Castro e São Bento, num sobe e desce constante o terreno incerto, o perigo sempre presente, em ritmos doidos nas descidas que nos levava em direcção dos campos de arroz de Maiorca, para percorrer os últimos quilómetros até à meta final no Parque do Lago em Maiorca. Antes de passar pela meta passávamos pelo bonito moinho de vento, onde o apoio era significante onde tive “escolta” do meu pai nos últimos metros. Ao longo do mesmo percurso os quatro abastecimentos líquidos e sólidos, estiveram bem compostos para as necessidades de todos. A primeira nota de negativa, no final não houve abastecimento merecedor do esforço, somente água e Arroz Doce, Arroz Doce que estava divinal sendo a especialidade desta Vila de Maiorca, a segunda nota negativa geriu-se uma confusão com a construção das classificações gerais com a incorrecta inserção de tempos, fui um que foi atribuído mais 10min ao meu tempo. No geral tenho motivos de sobra a não perder a segunda edição. Ficam os números do RedCross nos 33.25km marcados pelo Garmin, em de 3h25’13 num ritmo 06:10 min/km, classificado no 14º lugar no escalão M24/39 masculino, no 21º lugar em 115º atletas na geral da classificação aqui vê-se a dureza da mesma em que 21 atletas não terminaram.

Terminar

Deslocaram quarto atletas ate Maiorca para representar Asas do Milenium, que Custodio António venceu a geral masculino em 2h36’57 e Cármen Pires a geral feminino em 3h38'52, Vítor Veloso em 21ºgeral em 3h25'13 e António Soares em 31ºlugar em 3h31'52. Não houve classificações por equipas mas com certeza teríamos feito boa prestação, pois o CD Asas do Milenium merecia pelo esforço feito aos atletas.

CD Asas do Millenium

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Trail Grande Lago, Alqueva

 Portel
No passado domingo dia 2 de Outubro de 2011 realizou-se em terras alentejanas o II Trail Grande Lago com 35km, organizado pela Associação Mundo da Corrida, estão todos de parabéns pelo excelente trabalho apresentado. Segui bem cedo para Portel com companhia dos meus pais e irmã, embora ter estado indeciso em deslocar-me e participar ate ultima hora, mas não poderia faltar a um grande evento como este, tendo sido uma satisfação enorme participar na edição anterior, mas em outras condições! Muito calor, um sol abrasador, prometia dificuldades para os atletas com a desidratação, mas o Eduardo Santos antes da partida fazia descansar os atletas infirmando que os abastecimentos foram reforçados, na minha opinião os abastecimentos foram óptimos em termos de fartura de líquidos e sólidos e pelo grande incentivo dos que estavam ali para nos servir, os mesmos que gostariam de estar ao nosso lado a correr mas mantiveram-se debaixo de um calor tórrido ajudando-nos.
Com partida junto a junta freguesia do Alqueva, aldeia do Alqueva que estava em festa que concluiria na Vila de Portel, as 9h30 foi dado o inicio do Trail. Corri representando o CD Asas do Milenium que prova a prova vou conhecendo os novos companheiros, sendo um prazer rever os velhos companheiros de outras “batalhas”. O calor que se fazia sentir as 8h fazia pensar pela escolha de não levar o camelback, e se consegui gerir somente com garrafa de 0.5lt com isotonico, nos abastecimentos era importante hidratar bem e encher a garrafa com água, no final não correu mal foi somente gerir o esforço com a necessidade de hidratar. Prova com dureza pura com a maior dificuldade o calor, mas efectivamente não podemos escolher as condições meteorológicas que agradem a cada um, nesse momento era cada um por si, e enfrentar o desafio.
O resumo da minha participação, trail com o mesmo percurso da edição anterior correndo entre planícies, vales e montanhas mas quem diz o Alentejo é só planícies engana-se. Termino a segunda participação no Trail Terras do Grande Lago cansado o mais importante foi terminar sem mazelas principalmente não ficando desidratado, conclui com 35.5km marcados pelo Garmin, em 3h19’01 num ritmo 05:36 min/km, classificado no 10º lugar no escalão M24/39, terminei no 23º lugar em 111º atletas na geral da classificação, contando com “atleta vassoura” o amigo José Magro, “toma lá vassouras”, ficando um incentivo aos atletas que não conseguiram concluir o Trail, força para próxima será melhor. O clube que represento o CD Asas do Milenium obteve o 2º lugar na geral por equipas masculina.
Não posso deixar de felicitar o Luís Mota, da ADR Águas Belas, foi o grande vencedor do II Trail Terras do Grande Lago, em Portel, com um tempo fabuloso, que repetiu a proeza da edição anterior, parabéns amigo. Para ano há mais Alqueva, que surpresas apresentará!!

CD Asas do Milenium  2º lugar geral

Paulo Lopes, Vitor Veloso, Sérgio Nunes, Cirilo Santos

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Meia Maratona de Portugal 2011

Foto de Luis Parro
Domingo, 25 de Setembro 2011 participei na mítica Meia Maratona de Portugal com inicio na Ponte Vasco da Gama. E segunda participação 2010/2011, na edição anterior gostei de toda envolvência e correr na ponte Vasco da Gama mesmo sendo poucos quilómetros, deveriam ser mais!! Este ano não tinha vontade nenhuma de participar, só fui porque o Filipe Fidalgo relembrara-me que seria a última prova que o amigo Coutinho iria efectuar em terras Lusas, então fiz questão de participar na homenagem. Não tinha feito a inscrição sem como estar presente, resolvida a questão pelo António Almeida que ofereceu-me o “passaporte”. Mas tudo decorreu de forma diferente, o Filipe não participou na prova e nem sequer vi o Coutinho bem tentei descortina-lo no meio de tantos atletas, foi infrutífero. Da minha ida a Lisboa tudo começou da pior forma, desde de não dormir bem durante a noite, á suposta “perda”do chip que fez andar de um lado pró outro a tentar perceber aonde teria deixado, felizmente estava nas escadas do prédio, sem capacidade de tomar uma decisão de ir ou não. Não estava a ter o poder de agir livremente estava preso a certas circunstancias, a semana que passou estive com algumas dores no tornozelo e no tendão de aquiles do pé direito estava preocupado, saberia que não ia correr devagar e não pouparia o pé. Mas que manha tão atribulada mesmo assim decidi ir e fui na companhia do António e do Nuno seu sobrinho. Nas imediações do Vasco da Gama foi tempo de aguardar pela vez para o transporte que nos levaria ate próximo da partida, tudo sem grandes pressas. Já no tabuleiro, o encontro com os amigos e difícil de não acontecer sempre um a festa, também são a minha familia. 10h30 pouco tarde para uma Meia Maratona e a manha domingo esteve muito calor que dificultou, no meu ponto de vista os abastecimentos estiveram bem compostos, ate de mais, porque é triste de ver no chão grandes quantidades de bebida isotonica desperdiçada. Parti um pouco atrás da linha de partida, e o inevitável zig-zig, encontrões, cotoveladas, insultos é tudo que uma prova destas nos proporcionam, resumindo só comecei a correr mais á vontade por volta dos 5km, se voltar a participar nesta prova (2012) vou de certeza mais cedo para Tabuleiro da ponte para partir bem lá na frente. Todas as preocupações terminaram quando comecei a correr, o pé nem dava sinais de qualquer mau estar, ia reencontrando os amigos cumprimentando-os foi um constante, tudo ia decorrendo muito melhor do que as expectativas, os quilómetros iam-se conquistando sentia-me bem, rolava a ritmos bons para concluir a prova num bom tempo a intenção será sempre melhorar. Tão bem ate aos 18km, de seguida iniciou a perda de fulgor e capacidade de aumentar o ritmo, fazia um enorme esforço em manter-me, o meu Garmin foi o melhor parceiro, boa ajuda. O ultimo quilometro foi uma eternidade a ultrapassar, desejava mesmo era terminar e que o sacrifício acaba-se! Ficam os números da Meia Maratona nos 21.25km marcados pelo Garmin, em novo PR de 1h31’40 num ritmo 04:18 min/km, classificado no 289º lugar em 3344º atletas na geral da classificação. Comecei da pior maneira o dia, consegui abster-me e terminei bem e o restante do dia foi muito bom, junta da minha Carolina.

domingo, 18 de setembro de 2011

A treinar com os melhores

Nunca sabemos o que o futuro nos reserva. Domingo, dia 18 de Setembro de 2011. Acordei entre os poucos raios de sol e a ventania que se fazia sentir e a falta de vontade de treinar mais um dia…. Dia de treino longo tinha combinado com o Pedro Ferreira as 7h15, no Monte Caparica para dar tempo de nos deslocarmos ate Cruz Pau, ai o Filipe Fidalgo aguardava por nós, 7h30 programado inicio do treino. Dez minutos depois de degustar o café quentinho para espevitar, tentei assimilar os poucos dados de que disponha para informar companheiros do percurso idealizado para quebrar a rotina da volta ate Fonte da Telha.

À partida estavam presentes os “melhores” atletas para vencer mais um treino, têm os seus objectos para atingir, o meu é a Maratona do Porto e Lisboa, treinar, treinar mais e mais, participar em provas, obter marcas, melhorar o próprio tempo, fazer melhor. Deparo diariamente com desafios, desportivos ou não, importa é dar o meu melhor!!

Um treino simples de baixa dificuldade, só por vezes o vento é que incomodou. Entre piropos saudáveis, troca de ideias, idealizar provas a realizar, sobre lesões, idealizar treinos, tudo no contexto do livro Dean Karnazes em "Quem Corre por Gosto...", só falta chegar a minha pose para o ler, deve ser muito interessante! Partimos da Cruz de Pau em direcção ao Fogueteiro pela nacional10, com passagem pelo Casal do Marco, Siderurgia Nacional no Seixal, Caixa Futebol Campus do Benfica, seguimos a correr junto a baia do seixal efectuando alguma parte do percurso da Corrida do Avante, e concluir o treino no local onde iniciámos. Ficam os números, registados no meu Garmin 23.2km, em 2h04m num ritmo 05:22 min/km, faltou somente a fotografia de grupo!

Deixo aqui uma palavra de agradecimento aos muitos amigos e familiares que me tem dado muita força e encorajamento nestes últimos meses para enfrentar as dificuldades, para continuar em frente e não deixar de fazer o que gosto, Correr. Acredito que sem eles não teria sido a mesma coisa, obrigado.

Avizinhasse mais uma semana de treinos que terminará no domingo na Meia Maratona de Portugal, na Ponte Vasco da Gama.

Boa semana

sábado, 17 de setembro de 2011

Ultra Diploma

10º Ultra Ranking 2010

Apresento-vos o meu "Ultra" diploma fornecido pelo Fórum o Mundo da Corrida numa iniciativa que decorreu no ano de 2010, os interessados enviavam todas as provas que participavam e os que somassem mais quilómetros era o vencedor, o premio foi, no fim do ano receberiam um bonito diploma igual ao meu, as fotos são das provas que deram mais "prazer"em participar, Trilhos de Almourol, Ultra Maratona Geira Romana, Ultra Maratona Atlântica Melides Tróia, Maratona do Porto, Maratona de Lisboa. No ano de 2010 participei em 34 provas, precorri 699.7km ficando no 10ºlugar nos Ultras-Maratonistas. Obrigado “Mundo da Corrida” !!


Como programa hoje tinha um treino para efectuar, a vontade não era muita mas o incentivo de correr acompanhado chamou mais alto, Pedro Ferreira esperava por mim. Apesar de não apetecer correr, com sono, cansado, amassado nas pernas as 8h de trabalho e a falta de descanso fazem mossas, tenho que mudar os hábitos!! Foi um óptimo treino, um percurso de estrada com inicio no Almada Fórum, Feijó, Corroios aqui por coincidência colidimos com Filipe Fidalgo inevitável paragem, conversa em dia e programar os treinos. Continuamos em direcção ao ponto de partida, antes ainda efectuamos a vistoria ao Parque da Paz, já noite feita quando terminamos um treino. Numa constante mudanças de ritmo pois ainda corria nas veias a Meia da Lampas, nas subidas e descidas bem puxava pelo Pedro e o ultimo quilómetro foi feito abaixo dos 4min/km. Fomos por sítios novos para não ser sempre iguais, ficam os números marcados pelo Garmin 18,1km em 1h28min, ritmo 04:53 min/km, magnifico fim de tarde noite de Verão, obrigado Pedro pela companhia.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

17º Treino Lunar


Costa da Caparica, segunda-feira, 12 de Setembro de 2011, Noite de Lua Cheia, toca reunir a malta do atletismo para mais uma edição dos treinos Lunares, hoje foi a 17º edição. Durante a tarde lembrei-me de convidar o Mário Lima, estando de ferias poderia fazer uma visitinha há margem sul e acompanhar-nos, assim foi. 20h30 estavam presentes o conhecido pessoal, a descontracção que pairava, parecia-me que não estavam com vontade de correr, a conversa do momento era MMSJL, para mim é uma extraordinária prova. Tirada a fotografia de grupo, que demorou algum tempo por falta do livro de instruções, mas tudo se resolveu. O percurso era a mesma volta que fizemos na ultima edição, ir ate a Trafaria. Era porque não foi, ate aos 5km fui na companhia do Mário Lima e de outro companheiro, momentos antes perdemos de vista o grupo que seguia mais a frente, perdemos porque sem dizerem nada foram para Cova do Vapor e nós fomos para Trafaria. O Mário ia acompanhado e resolveram regressar por volta dos 5.8km e eu fui a Trafaria com o intuito de apanhar o grupo, fui em vão!! Acabei por fazer 7,7km sozinho, no final comentavam que o percurso pela Cova do Vapor tem boas condições, pelos vistos adoraram. Para próximo treino espero pôr em prática!! Ficam os números, registados no meu Garmin 13.5km em 1h05min. Siga para próximo Lunar, que este já passou!!!

Neste ano, o meio objectivo será participar em duas Maratonas as provas rainhas, Porto e Lisboa, será para tentar melhorar os tempos feitos em ambas! Já iniciei a preparação algumas semanas, ate ao momento estou a receber bons resultados do trabalho feito.

Boa semana para todos

domingo, 11 de setembro de 2011

35º MMSJL

Grande dupla

Sábado, 10 de Setembro de 2011, S.J. das Lampas em festa dia de participar na prova do grande amigo Fernando Andrade que está de parabéns pelo trabalho e dedicação tem prestado durante estes anos todos, para nos proporcionar uma belíssima Meia Maratona. Uma tarde de muito calor, muitos atletas 423 classificados no final, a dita prova das Rampas que tantos mal dizem, mas será pela dureza ou da falta de treinos dos mesmos!!! Junto da minha princesa Carolina com a companhia da minha irmã Isabel e do TANDUR Filipe Fidalgo, dirigimos para o epicentro da concentração de muitos amigos, companheiros de corrida e da blogosfera corredora. Entre nervosismo e ansiedade da minha parte, houve tempo sufeciente para levantar os dorsais, cumprimentar os presentes, beber café e um breve aquecimento. Foi a terceira vez consecutiva que participei, em 2009 foi aqui o baptismo nas Meias Maratonas apadrinhado pelo Almeida e durante a prova o Adelino, tendo um grande significado para mim, ano após ano marcarei presença, e espero que sem mantenha por muitas mais edições. Depois de algumas fotos, beijinho de ate já a Carolina, eis o inicio da grande prova.
17h00 parti mesmo bem há frente do pelotão, bastante rápido mas o Garmin, indicava e fazia pensar que ainda faltava muito para terminar, a ordem era gerir bem o ritmo, esforço. Entre subidas e descidas ate aos 11km fui na companhia do Filipe, sensivelmente do 6km fomos na companhia da campeã Cármen Pires, companheira de equipa dos Asas do Milénium. Os quilómetros passavam e só esperava pelo mítico Tanque, que em 2009 o Adelino surpreendeu-me bastante!! Eis que avisto o Tanque e um balde ali há disposição, que tinha colado o logótipo da prova e algo escrito que nao reparei disseram-me no final, era tempo de refrescar as ideias, paro encho o balde e ai vão elas, que rica banhoca. Oiço comentários, que grande banho, e respondia “é pelo meu amigo Pára”, presumo que ficaram na mesma, mas eu tinha que o fazer!! Faltava os 10km finais, foi uma luta comigo mesmo para obter algo, ia sozinho, sentia-me bem fisicamente e moralmente, sentia-me confortável e consegui manter sempre um bom ritmo. Os quilómetros iam-se conquistando, ia passando atletas que foram muitos, alguns que caminhavam nas subidas, tudo dava-me ânimo e a minha auto-estima aumentava. São Joao das Lampas a vista, 2.5km finais o vento contra não ajudava em nada, alguns atletas que passava que se colavam e tentavam manter-se atrás de mim para se protegerem, era um sacrificado chegar-me a eles e queriam "boleia" nao gosto, aumentava o ritmo e deixava-os para traz. Cifrando que os atletas tiveram um forte apoio da população e familiares durante a prova toda, não houve tantos chuveiros como em 2009 mas agora estamos em crise, há que poupar. O pórtico da meta a vista com muita gente aplaudir, dai que avisto a minha princesa já apostos para percorrer os metros finais ultrapassar mais uma meta em conjunto e mão dada.

Termino a minha terceira participação em S.J. das Lampas, nos 21.26km marcados pelo Garmin, em 1h35’40 num ritmo 04:30 min/km, classificado no 31º lugar no escalão M24/39, terminei no 95º lugar em 421º atletas na geral da classificação.

Os TANDUR ficaram na historia, náo acabaram mas.... Foi uma excelente tarde princípio de noite de sábado muito agradável junto dos amigos e família. Para 2012 marcarei novamente presença em São Joao das Lampas.

Uma meta conquistada

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

24ª Corrida do Avante


Milhares de atletas de todas as idades de ambos os sexos rumaram e outros presumo que estivessem permaneceram durante os três dias no recinto da Festa do Avante para participarem na prova de atletismo. Prova aberta a participantes de ambos os sexos com inscrições gratuitas, já conto com três participações consecutivas, 2009,2010,2011. Nesta edição a distância aumentava para os 11,6Km, a Corrida do Avante tem vindo a aumentar o número dos seus participantes de ano para ano como o locutor de serviço anunciava antes da partida. Fui com a companhia dos meus pais e irmã, no recinto em local programado com Filipe Fidalgo levantamos os dorsais sem menor problema o encontro com os amigos da blogosfera e familiares era inevitável sempre uma festa quando nos encontramos somos uma “família”, um deles que fiquei surpreendido de o ver por ali foi o Ricardo Baptista, que bom reverte. A equipe Asas do Milénium estiverem presentes, um a um fui apresentado como nova aquisição para clube, não corri pelo clube por já estar inscrito pelos TANDUR, que estará sempre presente. 9h30 inicio, parti junto do Filipe e do Coutinho no meu do pelotão, este ano a partida foi em local diferente, junto a chegada. O primeiro quilómetro foi um tormento, um autentico zig-zag para passar os atletas e tentar não tropeçar no meu de tantas pernas para não cair. Estava com contenção e não forçar o andamento, mas o Filipe é aquela máquina cada vez que olhava para o Gramin e via que ia num ritmo acima do previsto, só pensava ate quando aguentaria, aguentei ate o final. Não estava muito calor, em percurso fácil, correr junto a baia do seixal é simplesmente maravilhoso, sendo local de muitos treinos com companhia dos runners. Faltava pouco mais de 3km para final, ressentia o desgaste da noite anterior, os gémeos não estavam confortáveis e tentava não baixar o ritmo “forte” que ia, mas na pequena subida que levava para a parte final não consegui acompanhar o Filipe e deixei-me ficar. Ficam os números, registados no meu Garmin 11.43km, menos que indicavam, em 48m50s num ritmo 04:16 min/km. Recebo água, diploma e a t-shirt alusiva a prova, um ate breve aos companheiros. Contabilizando a dupla jornada do fim-de-semana ate que correu muito bem, lentamente estou a regressar à forma que tive. Para semana será a Meia das Lampas, a terceira participação consecutiva!!!

domingo, 4 de setembro de 2011

Trail Nocturno Lebres do Sado


Ontem decorreu o Trail Nocturno Lebres do Sado, estive indeciso em participar ate última hora, mas o gosto de participar em provas de trail e bem organizadas pelas Lebres do Sado que estão de parabéns pelo evento, que não poderia faltar. Nesta prova teve duas estreias, a primeira que iniciei a correr pelo novo clube de atletismo, Asas do Milénium que estiveram presentes quarto atletas que obtiveram excelentes resultados. A segunda, que estreei novas sapatilhas para trilhos, ASICS Trabuco 13, a primeira impressão é muito boa, confortáveis, estáveis e boa aderência, no final não tinha mazelas nos pés. Prova com inicio pelas 21h00 com 15km, muitas caras conhecidas dos trilhos, do princípio ao fim foi óptimo convívio. Frontal ligado e garmin a funcionar, iniciei a aventura há descoberta da Serra da Arrábida na parte nocturna, tento ter companhia e praticamente do inicio ate ao fim por um colega de equipa o António Barra e o Pedro Gabriel dos Amigos do Parque da Paz, percurso com algumas partes do Raid Vale de Barris, mas esta bem mais soft e efectuei praticamente sempre a correr excepto por volta dos 11km com a parte mais difícil do trail, tinha superar uma forte subida que inevitavelmente a fiz andar, e cheguei ao topo com fortes dores na parte lombar. Ficam os números, registados no meu Garmin 14.5km em 1h15m num ritmo 05:10 min/km, obtive o 21º lugar da classificação geral. No final degustei o saboroso caldo verde e pão com chouriço na companhia dos amigos, não faltando a inevitável troca de impressões e sugestões da provas que se avizinham, e esta que se vai realizar em Maio de 2012 presumivelmente estará nos meus planos em a conquistar, ( UTSM )Ultra Trail da Serra de São Mamede.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Dia Diferente!!

Que saudades tinha em correr debaixo de chuva, como é diferente.
Ao fim do dia as nuvens aproximavam negras, e prometiam chuva. E aconteceu, muita chuva!! Tão bom saborear e soube-me muito bem o frio da chuva por vezes muito intensa, a gotas ao baterem na cara refrescavam e serviu para dar um novo alento, o ouvir do constante som da passada dos ténis o chapinharem nas poças de água, um treino que senti andar nas nuvens!


Como foi diferente palmilhar os pequenos estradões do Parque da Paz, que hoje estava diferente, mais nostálgico!! Já há muito tempo não sentiria assim, tão livre, tão leve, esperançado num futuro melhor!!

Na companhia do companheiro habitual nos últimos meses de treino, Pedro Ferreira efectuamos mais um treino. No inicio fomos em ritmo lento, entretanto reencontrei outro companheiro da corrida e corremos um pouco juntos, depois foi sempre a rolar e os últimos 6km foram feitos com dedicação e paixão pela corrida. Ficam os números, registados no meu Garmin 16.4km em 1h18min num ritmo 04:49 min/km.

Aproximasse um fim-de-semana completo em provas, no sábado há noite estarei no Trail Nocturno das Lebres, no domingo na Festa do Avante.

Haja pernas para isto tudo!!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

16º Treino Lunar

16º Treino Lunar, mais uma vez quis marcar presença para estar juntos dos companheiros de corrida. Depois do treino longo de ontem a ideia era rolar para evitar qualquer contratempo, a minha convicção era de não correr no areal por algumas razoes, porque quando cai a noite juntando o terreno incerto devido aos buracos e algum movimentou ou passada mal calculada pode acontecer algo, para evitar o meu treino era de ir ate a Trafaria, tem mais luminosidade e o terreno é plano. Lancei a proposta ao Paulo Pires e todos em comunhão concordaram em diversificar o trajecto.

Chegado a Costa da Caparica ao local de concentração já se encontravam alguns e pouco a pouco iam-se juntando mais runners, o tema de conversa era inevitavelmente os Trilhos de Monsanto que deixou algumas mossas. Tirada a foto de família iniciamos o treino eramos poucos mas bons os de custume, estava como queria ritmo lento, seguíamos todos juntos em sintonia em autentica galhofa, e conformidade ficava decidido aos 30min regressar ao ponto de partida.

Que treino espectacular, nem dei pelo tempo passar, quando olhei para o Garmin já estava com 8km e de regresso ao paredão. Ai o tema de conversa alterou, falava-se em comida e o ritmo incrível que pareça aumentava, deixei-me ficar ia na companhia do Orlando Duarte ia-mos comentando, “o pessoal esta cheio e pressa”. Já no paredão faltavam os últimos 2.5km e digo para o Orlando “vou ver se os apanho”. Aumento o ritmo chego ao grupo de cinco que seguia mais adiantado e modo de provocação, “então vamos lá”. O Gabriel e o Pedro Ferreira aceitam a provocação e vamos os três em ritmo bem vivo, aquele que conseguimos aguentar e manter ate final. Ficam os números, registados no meu Garmin 11km em 57min num ritmo 05:11 min/km. Treino concretizado, feitas as despedidas e um ate breve.

Siga para o 17º Treino Lunar.

domingo, 28 de agosto de 2011

Feito por mim mesmo!!

Imagem diz tudo!

Ultimo domingo de Agosto dia de longo, foi um longo feito por mim mesmo. Os regulares companheiros das manhas de domingo para treino longo, optaram por ir ate ao Monsanto para aí correrem o 10º Trilhos de Monsanto, mais uma vez fica adiada a minha estreia na mesma. O itinerário do longo foi fácil de idealizar, iniciar a porta de casa e terminar na praia da Costa Caparica onde me espera a minha princesa Carolina que estava na companhia dos avos e tia. 8h00 saí do Monte de Caparica em direcção a Cacilhas com habitual voltinha pelo Farol, dai segui em direcção a Corroios, tudo estava dentro do programado com bom ritmo, mas com algum calor. De Corroios fui em direcção a Sobreda, passando pela longa subida de Vale Figueira que me levava ate Charneca, nessa altura ia com 15km e ingeri o reforço, famoso “gel” aproveitei para parar e ingeri-lo sem stress, tinha a ideia de não parar, foi a única. Já na Charneca segui em direcção ao Lazarim, ai o trânsito fazia-me ficar mais atento estava caótico, o bonito dia chamava as pessoas para praia. Depois segui pela estrada secundária que iria dar aos Capuchos, já alcançava com a vista e distinguia as praias o mar azul, o céu lindo e azul um dia fantástico, nessa altura o amigo José Santos que fez questão de abrandar a marcha do seu carro para cumprimentar, o mesmo ainda o revi no paredão da Costa da Caparica. Depois de deixar para trás os Capuchos a única alternativa foi mesmo correr na berma da IC20 ate a Costa depois segui em direcção a Trafaria, indo só ate parque de campismo que virei em direcção o paredão ai ia percorrer os últimos 2.6km. Aqui a afluência de banhistas que de forma desordenada corriam para conseguirem um lugar ao sol, só mesmo vendo! Faltava pouco e foi correr para braços da minha Carolina, que esperava por mim. Ao longe vislumbrava a Carolina que corria em minha direcção, pois claro corri os últimos metros de mão dada, que saudades!! No fim tiro grandes ilações deste treino estou no bom caminho e resta-me continuar a treinar, treinar para grande dia. Ficam os números, registados no meu Garmin 30km em 2h28m num ritmo 04:56 min/km. A Carolina que não parava de dizer, “Pai agora vens dar um mergulho comigo”, não defraudando suas expectativas fomos ao mergulho, a temperatura corporal diminuiu e os músculos agradeceram a refrescante banhoca. Foi uma manha bem agradável junto de quem mais gosto, da Carolina, Corrida e família!

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Manha na Praia!!

Pai e Filha  Juntos para sempre,

Hoje acordei sem vontade de fazer rigorosamente nada! Para contrariar todas as minhas provisões a Carolina tinha toda a vontade do mundo para ir para praia, eis que consegui dar-me a volta, o que é que a Carolina não consegue!! Na companhia doa meus pais e irmã fomos para praia Costa da Caparica.


É assim, então que se lixe, fui já equipado, com intenção de correr no areal para de certa maneira fugir ao asfalto, para tentar proteger articulações e músculos. Aproximando o contacto visual, deparo que a maré está cheia, tirou-me logo toda a vontade que tinha. A carolina claro que mal pisou o areal despiu-se foi em direcção a agua, e ali fiquei sentado a absorva-la e pensar que a miúda adora agua, praia… ia absorvendo toda a sua alegria contagiante e logo decidi, vou correr!!

Teve mesmo que ser no alcatrão, iniciei percorrendo todo o paredão da Costa da Caparica em direcção á Trafaria e regressar ao ponto de partida, registando no meu Garmin 11km em 54min num ritmo 04:54 min/km.

Seguindo-se a banhoca na agua gélida e aproveitar para ficar com as pernas de “molho”, que bem que soube. Foi uma manha bem agradável e um fim de tarde terrivel...


domingo, 21 de agosto de 2011

Acostumar!!!

Vitor, Filipe, Pedro
Abastecimento, Verdizela

Hoje como regularmente e conforme tem sido todos os domingos, decorreu o treino longo. Por volta das 8h00 na companhia do Filipe Fidalgo e Pedro Ferreira, iniciamos na Cruz de Pau ate aos portões das instalações da Nato e regressar á Cruz de Pau sendo um circuito muito bom de fazer, com dois pontos de abastecimento situados no Parque da Verdizela, em que aproveitamos para hidratar conversar e tirar a foto de família, que gentilmente uma senhora nos tirou. Cumprimos um treino calminho, pouco transito o tempo também não ajudava para afluência habitual para as praias, ruas despidas só se via alguns ciclistas, e poucos corredores. É de modo agradável correr juntos de amigos, sendo compensatório ate menos desgastante correr acompanhado. Companheiros obrigado por este grande treino, ficam os números, registados no meu Garmin 27.5km em 2h20m num ritmo 05:05 min/km.


Uma boa semana para todos, abraços.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

III TNLO


Foto "O Mundo da Corrida"


Ontem foi dia de correr pela noite fora, com vontade, sem compromissos, sem stress, participei no III Trail Nocturno da Lagoa de Óbidos, que tem como uns dos organizadores bem conhecido amigo, Jorge Serrazina, deixando aqui a minha opinião do evento que foi acima da media, trajecto bem indicado, bons abastecimentos, optimo acolhimento, numa prova única, etc... os meus parabéns a todos os intervenientes. Estive presente na edição anterior, mas em outra “situação”, mas ficou a vontade de regressar, mesmo ao fim de algum tempo estar arredado das provas organizadas que persistia desde a Meia Maratona da Areia, algum dia tinha que regressar e com esta prova foi um regresso há grande, com muitos quilómetros. Nesta edição tinha com diferença o número de quilómetros ter aumentado para os 47km, e o inicio mais tardio. No conjunto das três competições, em Óbidos juntou-se um grande número de pessoas. Desloquei-me para Óbidos na óptima companhia do Mário Lima, fico grato por ter esperado por mim mais de 2horas para poder regressar com ele para Lisboa, agradável viagem que me ajudou abrir mais os olhos para vida, ouvir a voz da experiencia!! Chegamos a Óbidos por volta das 18h deu tempo suficiente para levantar o dorsal e por a conversa em dia e rever os amigos que algum tempo já não os via. Também a minha Carolina esteve lá, foi uma energia suplementar, deu-me maior coragem para enfrentar as adversidades que encontrei no recinto “Jogo da Bola”, e ao longo da prova, corre e correra sempre no meu pensamento em qualquer situação for. 20h50 partida simbólica do recinto de concentração correndo em pelotão, atrás dos membros da organização pelas ruazinhas da vila ate a porta da Vila ai era o inicio da prova. Nestas provas sempre conveniente correr com alguém por várias razoes, é mais simpático, surgiu em conversa com Joaquim Adelino que gostava de ir acompanhado, logo aconselhou-me o Jose Brito que por acaso estava próximo, obrigado amigo o Brito foi uma excelente companhia, foi um enorme prazer ter percorrido os 47km na tua companhia. 21h00 inicio, ao longe na pequena muralha avistei a minha pequena princesa Carolina fiquei muito contente, pois no meio de tantos atletas ela conseguiu localizar-me e acenou-me e retribui.lhe, amo-te filha. Noite feita, frontais ligados, uns corriam mais rápidos, outros com mais contenção, cada um com os seus objectivos para os 47km ou os 25km. A prova teve três momentos, fase inicial ate ao abastecimento dos 22km de baixa dificuldade deu para estar sempre a correr, segunda fase de alta de dificuldade muito técnica que criou algumas mazelas uma autêntica barreira a transpor ate aos 35km, incidiu na parte da areia da praia, a conhecida Duna, vegetação muito densa que criava dificuldade, encostas que tínhamos de trepar para chegar ao topo, muita pedra, muitos ramos, muitas valas, trajecto muito difícil porque não se podia correr. A terceira fase quilómetros os finais ate a meta no alto do castelo de Óbidos, em que se podia correr em estradões sem muita dificuldade, pior era o cansaço. A tudo isto acrescenta-se que a maior dificuldade, ser percorrida durante a noite. Da minha prova o que posso dizer, das mazelas felizmente vou ficar com duas unhas renovadas, algumas dores musculares que resolvi ir ate a praia e ficar de molho na água fria da Costa da Caparica e caminhar um pouco, digo que foi bem durinha, mas adorei e voltarei a repetir. Terminei dentro das 5h30 estava dentro das minhas expectativas, correu bem, podia ter corrido melhor ou pior, superei os 46.70km medidos pelo meu Garmin em 5h25’02 num ritmo 06:57 min/km. Resta dar os parabéns ao vencedor Carlos Sá que tive o prazer de o cumprimentar pessoalmente e conversar por breves instantes, não deixando de felicitar todos os que participaram, e aos que acompanharam por fora o evento.
Ate breve

domingo, 7 de agosto de 2011

De Volta...

Em Cacilhas ao fundo Lisboa
Pedro, Vitor

Hoje completei a semana com quatro treinos contabilizando 67km, o que tem sido habitual nos últimos três meses. O domingo e quando finalizo a semana como habitual faço um treino longo, hoje não fiz rogar e realizei um treino de 27km em 2h23m. Levantei-me cedo enquanto tomava o pequeno-almoço fui a janela ver como estaria o tempo, que diferença do dia anterior muito sol e céu limpo, dia de Verão, logo arrependi de não ter antecipado o treino meia hora. Dos habituais “runners” só o Pedro Ferreira acompanhou-me neste longo, e alteramos o local de Corroios para Monte Caparica como inicio e fim. A volta por mim idealizada era simples com algum grau de dificuldade, do Monte Caparica passamos por Almada dai descemos ate Olho de Boi correndo junto ao Rio Tejo num pequeno jardim com uma maravilhosa paisagem sobre o rio Tejo e Lisboa, só encontravam-se pescadores com suas canas de pesca a tentarem a sorte para o almoço, dai fomos em direcção a Cacilhas dando a voltinha da “praxe” pelo Farol e a fotografia tirada gentilmente por um pescador, agradeci de desejei-lhe boa pescaria o mesmo fico “incrédulo”, virando-se dizendo que não se deseja boa pescaria, imperícia a minha não fazia a mínima ideia. Continuamos em direcção a Cova da Piedade, Laranjeiro, Corroios seguimos pela rua Casa do Povo até a Sobreda, Vale Figueira, seguimos em direcção á Charneca, ai seguimos pela estrada nacional até ao Lazarim, passamos pela Universidade Nova, e regressamos ao ponto de partida. Um treino muito agradável de fazer sempre dá para por a conversa em dia, com algum calor ajudar, em relação ao calçado só tenho bem a falar dos meus Adidas Adizero em praticamente 80km nada de dores nem bolas, 5*. Foi sim um treino inevitavelmente a cheirar a Trail de Óbidos! Tenho que agradeço ao Pedro pela companhia e pela coragem que teve, e com ele mais fácil de ultrapassar, ficando com pena dos companheiros que não puderam marcar presença, com certeza ficara para uma próxima. Avizinha-se uma semana de descanso não deixando de treinar, mas versão soft!! Boa semana para todos, o mais tardar ate Sábado.

domingo, 31 de julho de 2011

Treino Longo com Adidas!

Coutinho, Pedro, Vitor, Filipe
Não liguem as minis!
Fim-de-semana em dose dupla de treinos, foram bons treinos na companhia dos amigos, os amigos são tudo. Pouco mais de 8h de descanso entre o treino na Costa e de hoje. Já estava planeado desde a ultimo treino da semana passada, os protagonistas eram os mesmos, eu o Filipe e o Pedro, o Parro nao pode comparecer, veio o amigo Coutinho o grupo hoje poderia ter aumentado, simplesmente houve uma substituição, engraçado que ambos são simpatizantes pela mesma cor de camisola!! No local programado em Corroios nas bombas da BP 8h00, itinerário do treino ficou definido ir ao Centro de estágio do Benfica e voltar. Ritmo controlado e constante com algumas alterações, entre algumas paragens pelo caminho para abastecimento para hidratar o corpo porque o calor já estava intenso. Senti-me bem, mesmo treinando ontem, assim de vez enquanto aumentava o ritmo mas tinha os companheiros que alertavam para manter o ritmo para ninguém ficar para traz. De Corroios-SLbenfica-Corroios foi 21,5km em 1h54m, mais um para tentar voltar a forma física que tinha, para semana fica já combinado mais um treino em conjunto, espero que aparecem mais companheiros. Neste dia também estreei uma nova aquisição, par de ténis, a pensar nas Maratonas que se aproximam. Uma marca que foi os meus primeiros ténis que tive de running no ano de 2001. Nessa altura não se falava, não se tinha o conhecimento de agora, qualquer tenis que disse-se running servia, por isso os meus romperam-se logo!!! Falo da marca Adidas, comprei uns “Adidas adizero tempo 4”, hoje o pus aprova, no final nota 5*, bastantes leves, óptimo conforto, sem dores nos pés nem bolhas, por agora digo que são uma maravilha, mas só os quilómetros feitos neles o podem dizer. Uma boa semana para todos e muitos quilómetros em treinos.

“Adizero Tempo 4”

sábado, 30 de julho de 2011

14º Treino Lunar


Treino Lunar + Almada Mexe Comigo

Hoje participei no 15º Treino Lunar decorreu em conjunto com a iniciativa Almada Mexe Comigo. Talvez meia centena de pessoas entre os habituais “Lunares” compareceram a iniciativa e construíram boa moldura humana. Antes dar inicio como habitual a foto de família que marca sempre o encontro. 20h30 mais ou menos iniciei em ritmo lento em autêntica galhofa entra todos, pouca a pouco os grupos vão-se formando consoante os ritmos conversamos do Trail nocturno que se vai realizar em Óbidos, que abriu-me mais o apetite em participar. Aos 40min tempo de regressar, agora tinha como dificuldade o vento que era algo forte contar nós. Depois do retorno aumentei o ritmo na companhia do João que corre “Amigos do Parque da Paz” e mais ninguém se quis juntar, ritmo bastante elevado mesmo com a dificuldade do vento contra, cheguei ao ponto de partida o ultimo pontão percorrendo 15.5km em 1h17m. Foi mesmo chegar correr e ir embora, mas não podia ficar mais tempo,  quando terminei o treino foi despedir do pessoal que estava presente e dar de fuga, tinha mesmo que ser. Agora venha o próximo faço conta de marcar presença.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Única


Prova Única        


O dia esperado chegou obrigado Fernando Andrade, aqui temos o logótipo de lançamento da 35ºMMSJL.


Participei nas duas edições anteriores, alias a minha primeira Meia Maratona foi nas Lampas em 2009,( 33ª / 34ª), pelo significado faço questão em participar nesta prova, única em Portugal.

Para mim com certeza irá ser diferente, em cada prova cada treino prevalece um vazio infinito, irei preencher em cada passada o vazio com as boas recordações, recordar é viver!

Portanto meus amigos nada de receios, convido a inscreverem-se (aqui) não se vão arrepender, vamos sim construir um vasto pelotão de atletas e caminheiros. Fica a sugestão!

Até lá!

domingo, 24 de julho de 2011

Reunir

Pano de junto Baia do Seixal
Eu, Pedro, Filipe, Parro


Como é frequente nos meus treinos de fim-de-semana tem que haver um treino longo. A corrida nos últimos tempos tem sido o escape aos problemas, mesmo assim tenho baldado, que tão bem me fazem,  e nestes não posso deixar de aproveitar a oportunidade de correr com a companhia dos amigos!!! Hoje foi dia de reunir a malta amiga o Filipe Fidalgo, Luís Parro, Pedro Ferreira, este amigo tem sido a minha “muleta” nos meus últimos treinos, é o que me tem tirado de casa para ir correr. Ponto de encontro bombas de combustível da BP em Corroios, 8h00 fui último a chegar ao local, atrasei-me, tive de voltar atrás para ir buscar o gel.
Felizes e contentes, estavam-mos a postos para mais uma “tareia”, iniciamos mas indecisos no percurso a fazer, Seixal ou Fonte da Telha, por fim decidimos ir ate ao Seixal passando pelo centro de estágio do Benfica. Um percurso que gosto de fazer, correr junto a baia do seixal é simplesmente maravilhoso, “já fui muito feliz”. Fomos altamente descontraídos, o tema principal das conversas foi sem dúvida a UMA que o totalista Parro foi-nos contando pormenores e todas as peripécias. Os quilómetros iam passando, as fontes de água ao longo do paredão da baia do seixal ia-nos saciando a sede, tivemos direito a paragem sensivelmente aos 12km para o abastecimento e a fotografia da praxe que o Parro tanto gosta de fazer, para mais tarde recordar, recordar é bom!
Adorei o treino, junto dos amigos tem um sabor especial, no total percorri 21km em pouco menos de 2h. Obrigado amigos pela companhia e pelo grandioso treino.
Uma boa semana para todos, abraços. 

domingo, 17 de julho de 2011

O Pensamento na ULTRA!!

Para 2012, espero nao faltar!
Tive poucas horas de sono, o corpo pede descanso, mas como programado com o Pedro, companheiro de treino, hoje era dia de treino longo. Acordei em cima da hora programada, cansado, moído, mas com muita raiva para descarregar durante a corrida. Aquelas horas poderia estar em Melides mas a minha vida ultimamente não tem sido fácil de digerir, então corri longe mas com o pensamento na Ultra, nos “Duros” presentes. O tempo não estava prefeito, o vento que fazia sentir lado Norte algo forte aqui em Almada, previa que o vento de Melides ate Troia seria um grande obstáculo para os que estavam a correr a UMA, em conversa com o Pedro dizia-lhe, “correr na areia é difícil então com vento contra mais difícil fica, sempre são 43km”. A UMA é única este não fui para ano lá estarei, vou fazer por isso. Falando do meu treino de hoje, 8h30 as ruas estavam desertas corri durante 1h45min, inicio no Almada fórum, Laranjeiro, Cova Piedade, Cacilhas e no palco de todos os corredores, o Parque da Paz, num total foram 20km. Soube muito bem correr na companhia do Pedro, mas onde queria estar neste momento, de correr ao lado dos meus amigos “Duros”, e perto de quem adoro! Fico aguardar impaciente pelos relatos para congratular todos os presentes.

sábado, 16 de julho de 2011

Fora do meu "Lar"

Tróia, 1 de Agosto de 2010

Hoje acordei com vontade de correr, depois de ver a minha princesa na aula de natação como acontece em todos os sábados que agradável ver os progressos que tem de semana após semana. Depois, por que volta das 11h foi tempo de correr sozinho como sempre fiz, “eu, comigo mesmo” preciso reencontra-me, foi talvez bem acima das minha forma actual, foram 11km em 50min, com muito calor e muito suor, corri com satisfação, corri com motivação, corri com o pensamento na prova única em Portugal e em toda a Europa, não só pela natureza do piso em que decorre são 43km que ligam a Praia de Melides a Tróia, num percurso de areia da praia em auto-suficiência aos que os atletas são submetidos, falo pois da Ultra Maratona Atlântica. Como tinha prometido desde a última edição, mesmo com dificuldade, terminei e adorei e com vontade de repetir, mas infelizmente amanha não estarei presente. Face a grande dificuldade física e psicóloga que neste momento não tenho, fica para os que treinaram pois só os “Duros” podem enfrentar a grande dureza da mesma, a todos em especial ao meus grandes amigos que tenham um dia feliz e que tudo corra dentro do programado, pois mesmo não estando presente estarei presente em pensamento.


Sinto uma certa nostalgia em não poder estar presente, muito estranho ficar de fora do meu “lar”.

Desejo a todos uma óptima prova, sintam o prazer como já senti em correr devorando a areia e a saborear brisa marítima do imenso atlântico.