... Virtude ...

quarta-feira, 13 de abril de 2011

3º Raid 30Kms Vale de Barris

Team TANDUR

No passado domingo participei no 3º Raid 30KMS Vale de Barris em regime de auto-suficiência organizada pela Associação de Atletismo Lebres do Sado. Mais uma vez todos TANDUR participaram na mesma prova, já no local de partida o reencontro com caras conhecidas é inevitável. O Filipe fez a sua grande estreia nas provas Trail seria uma prova altura pois na edição anterior não tinha grandes dificuldades, estava um pouco debilitado por estar doente mas foi confiante para percorrer trilhos, estradões subir e descer ravinas. Numa pequena reunião tinhamos sido alertados  pelo director Paulo Mota que a prova era diferente da edição anterior por ser mais dura para o final.

9h00 inicio de mais uma aventura, não sabia-mos o que nos esperava, sempre a rolar com a companhia do estreante por perto percorrermos sem grandes dificuldades, 52m nos primeiros 10km. Aos dois Tandur juntou-se a companhia do veterano Carlos Fonseca uma referência derivado a sua grande experiencia, tentei não perder a sua companhia e não ficar sem o Filipe que mostrava desconforto, tentava sempre anima-lo em seguir por perto. Aos 14km ao entrar numa parte em alcatrão o Filipe deixava-se ficar, não queria deixa-lo sozinho incentivava-o para se colar mas não correspondia, parei esperei por ele mas estava desanimado, cansado mostrava que algo não estava bem, fiquei sem reacção quando me diz que vai desistir, nessa altura passa por nós o Paulo Mota e ficam a conversar. O Filipe estava em segurança e continuo a prova. Sigo incrédulo pelo sucedido pois era a estreia do Filipe e que não estava a correr da melhor forma. Passo o ponto de controlo aos 16km com 1h33’48 não estava muito mau, o pior ainda estava para vir.

Aos 20km começava a ascensão ao ponto mais alto da Serra Sº luís como referencia o posto de vigia, subida com algum grau de dificuldade que foi feita progressivamente. Alcançado o sítio mais alto da serra, uma vista esplêndida olhava ao redor onde podia alcançar com a visão, de Setúbal, Tróia recordei a UMA, o Sado, Serra do Louro a Serra da Arrábida a natureza no seu esplendor. Alcançado o topo seguia a inevitável descida, descida perigosa muito técnica o perigo espreitava em qualquer desatenção. Estes últimos 10km percorridos praticamente a andar pois correr era impossível. Faltava pouco para terminar, Surpreendido quando oiço chamar por mim, o som vinha do cimo de um morro, lá estava o amigo Joaquim para mais uma fotografia, mesmo não podendo correr, correu por vários pontos do percurso para nos incentivar e efectuar a sua reportagem fotográfica em que agradeço e regresse o mais breve possível.
Foto Joaquim

Terminei o Raid nos 30km em 3h23’14 classificado em 41ºlugar da geral em 104º atleta que terminaram dentro do tempo limite. Andei a procura do Filipe mas não o via, mas apareceu na companhia do António e com agrado oiço ele dizer que continuou e que terminou o Raid, parabéns Filipe. Uma prova em que os TANDUR marcaram presença e que apadrinharam o Filipe na sua estreia. Convívio final feito na companhia dos amigos durante o almoço, a reconfortante Feijoada, não menciono nomes, pode falhar-me algum mas sabem de quem falo.

Nestes momentos sinto que falta-me algo para completar a alegria que tenho em correr.
Por fim felicito a Associação Lebres do Sado pela magnifica prova que nos apresentaram, que venha aproxima edição.


Mais aqui fotos Joaquim

4 comentários:

joaquim adelino disse...

Parabéns Vitor, sei que não é fácil para ti a passagem por alguns momentos mesmo que as coisas nos corram bem quando terminamos, o que importa é a persistência e no acreditar que o amanhã poderá trazer dias melhores.
Os amigos também estão lá quando é preciso e eu enquanto puder não faltarei.
Um abraço.

Anónimo disse...

TANDUR em grande nos barris.
Quanto ao resto esperemos que venham dias melhores.
Abraço.
TANDUR Almeida

Mário Lima disse...

Vítor

Na vida há 'escarpas' muito mais difíceis de tornear que aquelas que nos aparecem quando corremos. Em frente!

Uma prova bem diferente da do ano passado. O que era fácil tornou-se difícil mas isso não te intimidou e conseguiste um belo registo e ainda por cima acabaste junto a um homem experiente nestas andanças caso do Carlos Fonseca.

O 'Indiana Jones' ao pé de nós é um aprendiz!

;))))

Parabéns Vítor!

luis mota disse...

Amigo!
Correr corremos, mas a “motivação” é fundamental para dar sentido aos que fazemos.
Parabéns pela coragem e determinação com que enfrentas a corrida. Felicito igualmente todos os que te ajudam.
Forte abraço, Luís mota.