... Virtude ...

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Meia Maratona de Portugal 2011

Foto de Luis Parro
Domingo, 25 de Setembro 2011 participei na mítica Meia Maratona de Portugal com inicio na Ponte Vasco da Gama. E segunda participação 2010/2011, na edição anterior gostei de toda envolvência e correr na ponte Vasco da Gama mesmo sendo poucos quilómetros, deveriam ser mais!! Este ano não tinha vontade nenhuma de participar, só fui porque o Filipe Fidalgo relembrara-me que seria a última prova que o amigo Coutinho iria efectuar em terras Lusas, então fiz questão de participar na homenagem. Não tinha feito a inscrição sem como estar presente, resolvida a questão pelo António Almeida que ofereceu-me o “passaporte”. Mas tudo decorreu de forma diferente, o Filipe não participou na prova e nem sequer vi o Coutinho bem tentei descortina-lo no meio de tantos atletas, foi infrutífero. Da minha ida a Lisboa tudo começou da pior forma, desde de não dormir bem durante a noite, á suposta “perda”do chip que fez andar de um lado pró outro a tentar perceber aonde teria deixado, felizmente estava nas escadas do prédio, sem capacidade de tomar uma decisão de ir ou não. Não estava a ter o poder de agir livremente estava preso a certas circunstancias, a semana que passou estive com algumas dores no tornozelo e no tendão de aquiles do pé direito estava preocupado, saberia que não ia correr devagar e não pouparia o pé. Mas que manha tão atribulada mesmo assim decidi ir e fui na companhia do António e do Nuno seu sobrinho. Nas imediações do Vasco da Gama foi tempo de aguardar pela vez para o transporte que nos levaria ate próximo da partida, tudo sem grandes pressas. Já no tabuleiro, o encontro com os amigos e difícil de não acontecer sempre um a festa, também são a minha familia. 10h30 pouco tarde para uma Meia Maratona e a manha domingo esteve muito calor que dificultou, no meu ponto de vista os abastecimentos estiveram bem compostos, ate de mais, porque é triste de ver no chão grandes quantidades de bebida isotonica desperdiçada. Parti um pouco atrás da linha de partida, e o inevitável zig-zig, encontrões, cotoveladas, insultos é tudo que uma prova destas nos proporcionam, resumindo só comecei a correr mais á vontade por volta dos 5km, se voltar a participar nesta prova (2012) vou de certeza mais cedo para Tabuleiro da ponte para partir bem lá na frente. Todas as preocupações terminaram quando comecei a correr, o pé nem dava sinais de qualquer mau estar, ia reencontrando os amigos cumprimentando-os foi um constante, tudo ia decorrendo muito melhor do que as expectativas, os quilómetros iam-se conquistando sentia-me bem, rolava a ritmos bons para concluir a prova num bom tempo a intenção será sempre melhorar. Tão bem ate aos 18km, de seguida iniciou a perda de fulgor e capacidade de aumentar o ritmo, fazia um enorme esforço em manter-me, o meu Garmin foi o melhor parceiro, boa ajuda. O ultimo quilometro foi uma eternidade a ultrapassar, desejava mesmo era terminar e que o sacrifício acaba-se! Ficam os números da Meia Maratona nos 21.25km marcados pelo Garmin, em novo PR de 1h31’40 num ritmo 04:18 min/km, classificado no 289º lugar em 3344º atletas na geral da classificação. Comecei da pior maneira o dia, consegui abster-me e terminei bem e o restante do dia foi muito bom, junta da minha Carolina.

2 comentários:

Filipe Fidalgo disse...

Primo,
Mais uma grande prestação. Parabéns pelo Excelente PR.
Um grande Abraço.

Mário Lima disse...

Vitor

E vais mais cedo para estares à 'seca' duas horas, como estive, e depois vês à tua frente dorsais da meia maratona com pessoas a andar e lá vão mais uns encontrões, uns insultos e a confusão do costume.

Só irei se correr toda a ponte. Assim sei que os que vão andar não se atrevem a ir pois sabem que terão 17 km pela frente. Assim partiremos todos na boa e mais ou menos 4 km depois de atravessada a ponte, acabamos. Isso é que era!

:)

De resto é mais uma prova.

Abraços!