... Virtude ...

segunda-feira, 21 de março de 2011

21º Meia Maratona Lisboa

Ontem Uma manha magnífica, lindo dia Primaveril. Primavera que se inicia hoje, para ser formosa falta-me uma Rosa no meu canteiro para ficar completo. 20de Março 2011 Dia da 21º Meia Maratona Lisboa ponte 25Abril, a população deslocou-se em peso como se tem verificado ano após ano. Nota-se na rua a quantidade de pessoas a andar ou correr quando se avizinha estas provas mais mediáticas. Bonito de ver esta moldura humana do mais novinho ate ao mais velhinho, mas, tenho de salientar que se continua a verificar que não há consideração por quem lá vai para efectuar a sua prova de atletismo, lutar por um melhor tempo, por mais uma prova no seu calendário ou por outra razão, pois, falo daqueles intrusos que só lá vão para complicar tudo, organização tem que rever esta situação da prova mais curta. Querem estar bem a frente para quê, não percebo, eu num zig-zag, entre encontrões, picardias, etc… fui furando a muralha, de lamentar. Só comecei a correr num ritmo normal já passava de 1km, e tive que correr em cima tapete de ferro pois para lá quase ninguém vai só os doidos como eu, inacreditável.


Segunda vez que participo na Meia Maratona de Lisboa, e paciência para isto já me falta, mas bem antes da hora de partida lá estava na praça de portagem. Antes pelas 9h00 como combinado com Almeida efectuei um aquecimento treino de 10km, depois foi aproveitar a prova e efectuar um treino longo. Faltava um Tandur, o Filipe, mas ele nem velo só durante a prova e que cruzei com ele, e pensar que podia-mos estar lado a lado, fica para próxima. Lado bom do dia foi rever os amigos que tantas saudades tenho de estar e falar com eles, na praça da portagem revi o grande amigo Luis Mota, José Lopes que o cumprimentei pela primeira vez , entre outros. Durante o percurso foi um cruzar e revi, Luis Parro e Fernanda, Hamilton, Fernando Andrade, Jose Melo, Fábio Dias, Susan Mota obrig pelo incentivo, Dina Mota, não puderam comparecer o Joaquim Adelino e o Mário Lima, e que tanta falta faz ao mundo da corrida.

Fase inicial ( Foto Parro)

Da minha prova tenho a dizer que correu bem, na próxima edição vou ponderar em voltar a participar, prova praticamente plana muito bonita, 10h30 já apertava o muito calor que fazia, por volta dos 13km já com “23km” foi o momento que fui um pouco abaixo, mas nada que uma “bomba” não resolva. Já em Belém cruzei-me com meus país e irmã, só lá faltavam as minhas “meninas”, para ser uma festa em grande. Fui acumulando quilómetros e terminei a Meia Maratona nos 21.23km marcados pelo meu Garmin, tirando alguns minutos da edição anterior, em 1h37.10s num ritmo 04:34 min/km, classificado no 973º lugar na geral em 6331º atleta que terminaram. Para um total 31km percorridos em mais um treino longo, o que custou mais foi ir directamente trabalhar, bem que me fazia a tarde de descanso esticado na cama, coisas da vida ingrata para alguns, como se diz cada um tem o que merece….

A todos um forte abraço e bjs, e as rápidas melhoras para “Pára & Comando”.

Próxima aparição talvez nos Trilhos de Almourol, vou tentar contornar o impossível!!

Finish

quinta-feira, 17 de março de 2011

No caminho....

No caminho….


Hoje estou particularmente triste muito triste, faz 1ano que nos deixaste. Tantos dias passaram, tantas saudades, tantas coisas que ficaram por dizer, tantos abraços que ficaram por dar, tantas conversas que ficaram por fazer, tantos sonhos que ficaram por se realizar... de seu nome José Séca.

Triste recordando as minhas avós, Maria de Melo Martins que em Agosto faz 3anos que partiu, Florentina Oliveira fez este mês fez 4anos que partiu. É uma viagem sem regresso, eu sei. Mas tenho tantas saudades vossas, que nem o tempo ajuda a curar.

Mas afinal não vos perdi... apenas estão presente de outra forma...


São Estrelinhas que caminham juntas, orgulhosas de todos nós.
Nos momentos de tristeza, lá estão elas...
Nos momentos de alegria, lá estão elas...
Sempre presentes nos nossos corações


Descansem em Paz!!!

Vamos caminhando….

quarta-feira, 9 de março de 2011

Treino Longo

Ontem foi dia de treino longo e de festa Carnavalesca. Por volta das 8h30 como combinado em Corroios juntei-me ao António Almeida e Luís Parro, na última hora o Filipe Fidalgo não pode comparecer devido mal disposição, mais um treino que não alinharam todos os TANDUR. O tempo era convidativo para correr, por falta de treinos longos tinha previsto efectuar não mais que 20km, a companhia era boa o ritmo convidativo com alguma chuva que brindou praticamente todo o treino que deu para refrescar a mente, por isso o treino foi além das previsões. 33km em 3h14m de Corroios ate as instalações da Nato na zona da fonte da Telha e regressar a Corroios, com paragem no Parque da Verdizela para o abastecimento. Já algum tempo não fazia tantos km’s, por isso na parte final as pernas pesavam imenso, com calma e vontade tudo se ira recompor.


Obrigado companheiros por me terem feito sair de casa para ir correr proporcionando momentos alegres, tão bom sentir realizado em fazer algo que gosto, venha o próximo!

Dia de Carnaval, na parte da tarde foi tempo de brincar com a minha Carolina que estava linda, mascarada de Bruxinha. Amo-te muito filhota.

"Bruxinha" Carolina
Carnaval 2011

quinta-feira, 3 de março de 2011

Corrida da Árvore



No passado domingo dia 27 de Fevereiro 2011 participei pela primeira vez na “Corrida da Arvore”. Prova de 10km organizada pela xistraca que desta vez tudo correu bem, situada no Parque Florestal de Monsanto na serra de Monsanto, sendo o principal pulmão da capital portuguesa. Bem antes da hora de partida cheguei com a companhia do Filipe Fidalgo e sua família, levantar os dorsais dois dedos de conversa com os amigos presentes e um breve aquecimento. 10h00 tiro de partida, segunda vez que corria na Serra de Monsanto, a primeira foi no primeiro treino S.Silvestre Pirata foi um sobe e desce constante, pois esta não seria diferente. Os primeiros 5km foram feitos dentro da normalidade a rondar os 21min com a companhia do Filipe, partir dai foi o descalabro total. O Filipe bem tentava incentivar-me, sinto que o meu corpo não anda a funcionar muito bem falta-lhe algo, comecei a sentir dores em todo o lado, filipe dá-me comi um cubo de marmelada dizia isso vai fazer-te bem, mas nada resultou, lutava contra mim próprio tudo me dizia para parar, basta de sacrifício, mas continuei a lutar ate ao fim. A rondar 8km sitio em que recordei em ter lá passado quando o treino pirata, bem familiar, já faltava pouco dava para ouvir o locutor que mencionava a chegada dos atletas, mas ainda faltava a última dificuldade aos 9km uma subida que penso fez mossa a muitos atletas, a prova a bem dizer foi um sobe e desce constante. Últimos 200m, falava comigo mesmo, “porra esta já está”. Foi difícil mas consegui atingir os objectos, terminar mais um obstáculo. Passei a linha de meta com 44m23s ritmo 04:26 min/km ficando 102lugar da geral, ai começou o pior, parei, debruço-me, tremia sentia-me tonto um autentico mau estar, via o Filipe acenar mas eu não estava nem ai, chego-me ao pé dele digo-lhe não estava a sentir muito bem, a Cátia preocupada aflita a procura de açúcar, e por ali fiquei uns momentos a receber auxilio. Foram momentos em que me senti bastante aflito e que nunca tinha passado. Pior foi quando chego a casa e começo a vomitar, fiquei preocupado comigo nem sabia se era grave ou uma crise passageira, afinal foi tudo uma crise passageira no dia a seguir já me sentia bem melhor, depois disso já corri e nada aconteceu, tudo tranquilo.


Falando de situações alegres que fica para mais tarde recordar, todos os atletas recebiam um primeiro manso, tinha-me ficado na ideia quando o tivesse o iria plantar com a Carolina, para que ela sentisse acção que estava fazer e de ver o seu pinheiro crescer, ela adorou a aula de bricolage e eu também. Como disse a Carolina, “ Este pinheiro vai crescer contigo”.




Domingo estarei!! nos 20km de Cascais também será a minha estreia, espero que corra melhor que esta ultima.