... Virtude ...

terça-feira, 17 de maio de 2011

III Meia Maratona da Areia

Tandur's

No passado domingo participei em mais uma prova, desta feita III Meia Maratona da Areia na Costa da Caparica. Pelas suas diversidades e fugir a rotina alcatrão sem duvida ira ser prova a não faltar, só não participei na primeira edição. Prova muito bem organizada pela Associação Mundo da Corrida, os meus parabéns tudo correr muito bem. Fico triste e desiludido pela falta de civismo de alguns quando jogam as garrafas de água quando o abastecimento para o areal é imperdoável. Meus amigos preservem o ambiente olhem pelos mais novos e façam como eu, bebo e levo o recipiente ate ao próximo abastecimento, faço-o em qualquer prova.
No Sábado fui levantar o meu dorsal e visitar a feira, brilhante tarde de muito sol com as bonitas praias repletas de banhistas, ao invés do dia da prova mesmo estando sol, uma temperatura agradável o vento forte que se fazia sentir era incomodativo, que levava a pensar que não iria ser fácil correr assim. Como é regular o reencontro com os companheiros corredores pois a confraternizar é das melhores particularidades. Hora da partida, um até já á minha menina Carolina que desta vez foi comigo.
Partida
Filipe, Mário, Parro, Vitor

Parti bem lá da frente do pelotão, correr pelo areal que bem conheço as praias os bares que me trazem bastantes e boas recordações que me dá força em continuar em “frente”. Na companhia do Filipe ia-mos ganhando quilómetros e comendo areia, não estava ser fácil pois uma semana praticamente sem treinar, e as condições atmosféricas o vento forte em que prejudicou todos os participantes. Antes do retorno já seguia sozinho, mas o pior ficou reservado para depois do retorno, a maré estava a subir e agora o vento estava desfavorável, os banhistas junto ao mar e nas praias eram mais, eram crianças a correrem sendo com baldes ou simplesmente a fugirem das ondas  sem preocupações, bolas desgovernadas, ou caminharem… não tem culpa estão a gozar as suas liberdades, mas muitos não compreendem que nós também temos a nossa liberdade, compreendo por ser um dia diferente na ida a praia ao verem muitas pessoas a correrem, não compreendo o que fazem e dizem coisas impróprias, por tudo isto e muito mais esta prova se torna diferente e tudo é uma incógnita. Correr sozinho é sempre difícil, a vontade em terminar era muita com ajuda do Garmin ia tentando manter o ritmo. Praia da Mata faltava praticamente 2.5km não dava para aumentar o ritmo o importante era manter, foi o que fiz e terminei os 21.1km pelo meu Garmin em 1h42’12 num ritmo 04:50 min/km, classificado no 30ª lugar no escalão M20/39, no 48º lugar em 355º atletas na geral da classificação.

Vitor a Terminar

Com satisfação avisto a minha princesa a brincar na areia com a prima Vitoria, não sabia se estava presente mas confiante em "revela", e com agradável surpresa avisto a pessoa em que pensei durante a corrida e em revela no final, trocamos olhares, cruzamo-nos mas falhei na minha intenção o que tinha idealizado. Cansado, dorido mas com orgulho em terminar mais uma prova, o mar chamava por mim, vontade não faltava mas a água gélida tirou-me a intenção, fiquei só por as pernas de molho. A Carolina sem medo enfrentou e deliciou-se a banhar-se e brincar. Tempo de despedidas e um ate breve.
Parabéns a organização e para próxima edição contem comigo, estarei presente.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Corrida 1º de Maio

Todos os anos, no dia 1 de Maio, comemora-se, o Dia do Trabalhador, este ano por coincidência o dia da Mãe, são três letras apenas e nelas cabe o infinito. A União dos Sindicatos de Lisboa/ CGTP-IN, em organização conjunta com CMLisboa a corrida do 1º de Maio a 30ºedição, prova de estrada de 15km percorrida pelas ruas de Lisboa, com dificuldade maior da Praça do Comercio ate ao Areeiro passando pela Avenida Almirante Reis. A União dos Sindicatos de Lisboa/CGTP fez uma brilhante homenagem aos atletas olímpicos Rita Borralho e Armando Aldegalega, atletas de renome sendo figuras míticas da nossa modalidade.




Pela segunda vez participo nesta prova, no ano passado foi assim, este ano tudo diferente menos os amigos que marcaram sempre presença. Na companhia do Filipe dirigimos bem cedo para recinto do estádio 1º de Maio em Lisboa, com os dorsais em nossa posse, com a presença dos amigos mais uma vez troquei o aquecimento por dois dedos de conversa. Na hora de partida desta feita fiquei um pouco atrás da linha de partida demorando alguns minutos ate iniciar o cronómetro, mas antes do inicio por fim cumprimentei e conheci pessoalmente a Henriqueta. Deu-se o inicio autentica confusão elevado numero de participantes, ainda dentro do estádio valeu quase tudo para superar os atletas, corri no tartan, relva e areia. Com a companhia do Filipe fomos ultrapassando os quilómetros numa passada controlada e ritmada, ritmo bom e confortável pois ate a Praça do Comercio o traçado foi relativamente superável, conforme o estado físico de cada um. O Filipe já mostrava alguma cansaço notou-se partir dos 8km, começava a inclinação desfavorável ate Areeiro bem que incentivava para seguir junto mas não correspondia, foi ficando para traz. Sinto-me à-vontade nas subidas são um dos meus pontos fortes, estava bem, vou passando atletas que mostravam cansaço, já na rotunda do Areeiro a parte mais difícil da prova estava feita, olho para traz mas não via o Filipe. Continuo, faltava pouco mais de 3km vou passando pelos atletas que tinham optado pela prova mais curta, cruzo-me pela Dina e Iolanda do “Mundo da Corrida” em que incentivam-me. Avenida Rio de Janeiro poucos metros para reentrar no estádio 1º de Maio, olho para Garmin o tempo gasto era para novo record pessoal na distancia, entro no recinto faço o ultimo forcing, avisto o amigo Joaquim que impossibilitado de correr, corre com sua maquina tirando “bonecos” aos atletas para mais tarde recordar. Olho para meta não está a Carolina, muita falta me fazes nestas alturas, pois consegues puxar-me para tirar mais alguns segundos ao tempo final, finalizo os 15,2km medidos pelo meu Garmin em novo PR, 1h04’30 num ritmo 04:17 min/km, no 67ª lugar no escalão M20/39, no 192º lugar em 1214º atletas na geral da classificação.


Finish  PR,1h04’30

Foi bom correr e rever os amigos, que domingo a domingo vamos reencontrando, por mim ate há Meia da Areia, agora vou de férias.