... Virtude ...

sábado, 7 de julho de 2012

Carolina, Feliz Aniversário!

Carol

Carolina hoje festeja-se o teu 7 aniversario, fico a imaginar o que
poderia fazer para te surpreender te alegrar e
proporcionar grandes momentos de felicidade.

A alegria invade o coração, os sonhos,
a vida dando a certeza
de que tudo e todos os momentos que vivemos são únicos e inesquecíveis.

A alegria em ver-te transformar, pouco a pouco, numa menina “mulher” bonita,
ativa, inteligente, brincalhona e amiga do próximo.

Desejo as maiores felicidades e que possamos estar
sempre juntos nos momentos de alegrias e de tristezas.
Nossa amizade será eternamente um bem precioso.

Parabéns e um dia feliz!!

Grande beijinho do papá!!

domingo, 6 de maio de 2012

Costa da Caparica

Praia da Morena

Já passaram três semanas desde a última vez que corri, a vontade é enorme mas plenamente consciente que não é possível, a causa é um problema que tenho no joelho que impede de poder agir livremente.  
Hoje realizou-se a IV Meia da Areia, eu estive lá, não para correr… mas para assistir o desenrolar da prova e apoiar. Uma manha magnifica a praia deserta a mare baixíssima, situei-me de inicio ao Km 4 e depois no local da partida/meta.
9h30 Praia da Morena a adrenalina de ali estar, ao longe já reparava que vinha na minha direção os atletas e ali estive assistir a passagem do pelotão e incentivar os amigos, e aproveitei para tirar alguns “bonecos”.
Agradável de ver um a um a passarem por mim, mas digo-vos que a sensação de ali estar é muito estranha…. o que queria mesmo era estar ao vosso lado, não há palavras que a descrevam!!
Resta-me recuperar para voltar a correr!!
Ficam aqui algumas das fotos.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Diploma - II Ultra Trail de Sesimbra 50km

Sorrir... para vida...

II Ultra Trail de Sesimbra 50km

Magnífica foto… ilustra bem o trail aventura
Autoria Mário Lima


Em Sesimbra dia 15 de abril de 2012 participei no II Ultra Trail de Sesimbra 50km, prova organizada pela Associação Mundo da Corrida estão de parabéns por mais um grande evento faltando rever um pormenor ou outro, com certeza para próxima será melhor. Foi a segunda maior distância em Trail aventura percorrida a correr, III Ultra Geira Romana em 2010 com 52km foi ate agora a prova com maior distancia e não esta no planos subir a parada. Já alguns anos que não visitava Sesimbra, pelo que me recordava esta bem diferente, é um local privilegiado para quem gosta de desfrutar da natureza. Ultra Trail com início às 07h30 em frente ao Hotel Sesimbra Spa, um percurso circular entre trilhos sinuosos rodeados por vegetação, que nos levam até estes locais improváveis, areia da praia solta e seca, falésias que se precipitam sobre o mar, a perfeita conjunção de beleza que o Parque Natural da Arrábida nos proporciona, desde Sesimbra, cabo Espichel, praia do Meco e castelo de Sesimbra, o verde da serra conjuga-se na perfeição com o azul do mar, criando paisagens únicas fazendo as delícias dos aventureiros.



Da minha participação fiz uma prova cautelosa, de Almourol trazia mazelas mais propriamente numa anca, era a maior preocupação e com os passar dos quilómetros a dor intensificava-se e as descidas eram dolorosas e massacrantes, de tanto resguardar subcarregava os joelhos mais o esquerdo que hoje ainda não esta em condições para voltar a correr.

O percurso ate aos seus 18km, não deixou de ter a sua dificuldade, terreno duro muito técnico, apesar de bem marcado, e com subidas ingrimes que dificultaram a tarefa. Depois de “dobrado” o Cabo Espichel, com o Farol a marcar presença imponente, contornando o Santuário o percurso levava ate a praia caracterizada pelos seus extensos areais, assim que se chega ao areal são cerca de 3km feitos a correr o esforço da passada intensifica-te. A partir 30km ate ao Castelo de Sesimbra o trilho foi mais soft, nesse trajeto sou alcançado pela dupla campeã Cármen e Custodio e aproveito a boleia, já ia em perda, e vou com eles ate final.

Nas pedreiras já se avistava Sesimbra, tao perto e tao longe, mas as marcações levaria ate ao Castelo. Ultima prova de esforço, alcançar o castelo situado no cimo da montanha 1km de subida, ja no castelo ganhei motivação ao ver Paula Fonseca incansável a apoiar e tirar fotos. Agora e sempre a descer, são 2km ate a meta… mas que dolorosos 2km…. Breve incursão pela praia eis a meta, local onde tinha iniciado e 5h52’09 passados, cheguei.

Completei os 50km do II Ultra Trail de Sesimbra no tempo referido, classificado no 15º lugar no escalão Sénior em 69º atletas, no 36º lugar em 147º atletas na classificação geral, representei o meu clube Os Asas do Milenium que voltou a mostrar em mais uma prova o real valor dos seus atletas, arrecadando o 1º lugar na classificação por equipas.


A hospitalidade e boa vontade de quem encontramos ajuda sempre a ultrapassar as dificuldades. Para essas pessoas a minha gratidão será eterna.

Agora tempo de recuperar ….





sábado, 14 de abril de 2012

III Trilhos de Almourol


Realizou-se no dia 1 de abril de 2012 os III Trilhos de Almourol, a minha prova preferida pelo facto onde iniciei as correr por caminhos e terrenos onde quase ninguém se lembra em correr. Gostei muito do trail, a organização esta de parabéns, desde a primeira edição tem vindo a melhorar, tem pessoas que sabem do assunto, Brito e sua equipe esteve brilhante, e que está tudo pensado ao maximo pormenor, fazendo com que os atletas tenham todo o acompanhamento, não faltou nada.
Trail com caminhos limpos bem abertos, alguns bastantes técnicos, excelentemente marcado, entre pontes, passadiços improvisados, tivemos o privilégio de visitar ao Castelo de Almourol a cereja no topo do bolo, prova com seu nome algum dia tínhamos que por la passar, mas com aquelas paisagens deslumbrantes ate nos esquecemos…. da dureza da prova. Que o Trail-aventura e assim, nada fora do contexto duma prova deste gabarito…. Das provas em que já participei esta sem dúvida a mais durinha. Poderia ser mentira mesmo antes do inicio no "briefing" o Brito salientava que a distancia aumentaria mais 1km, assim passaria de Maratona Montanha para UltraMaratona não fiquei totalmente convencido podia ser uma mentira… mas no final acabaria por ser verdade.
Apesar de ser dia das mentiras tudo foi bem real. Bem cedo apanhei o Mário Lima em que tivemos a falta de comparência da Sara que iria participar na caminhada que ficou por lisboa, assim seguimos os dois para o Entroncamento. Com tempo suficiente chegamos ao local de concentração no pavilhão desportivo instalações amplas bem apetrechadas com bastante espaço para todos, Entrega de dorsais, a distribuição dos atletas pelos autocarros, tudo bem centralizado para que não houvesse stress. Depois da pequena longa viagem de autocarro ate ao local de partida, Aldeia do Mato local bem familiar e dali temos uma vista privilegiada para lagoa da barragem Castelo do Bode, paisagem que enche…
Na hora e local previsto deu-se o início da prova, apesar da meteorologia prever mau tempo, chuva, naquela altura  estava prefeito, ia prevenido com o impermeável  mas depressa o tirei e coloquei no cameblack para eventual utilização, não sendo necessário porque não choveu. Estava bem, sentia-me em perfeitas condições para aventura, mas depressa passou do perfeito a incapacidade de reagir. Decorreu bem até aos 8km, partir dai, decadência começou a notar-se e influenciar na prestação. Parecia que o peso aumentou, pernas presas os músculos atrofiados e com passar dos quilómetros não ouve melhoras. Companheiros que passavam interrogavam-me se estava bem mas mostrava que não, assim notava que não estava nada bem. Não me sentia cansado, não tive cambreas, estava bem-disposto e nem mesmo as “Bombas” com nome de extreme-gel fazia ter melhoras, e tudo isto me fez relembrar que não tenho dado o descanso merecido ao corpo, não sou de ferro, há dias bons e outros menos bons e esses nos fazem ver as coisas na realidade.
Apesar das dificuldades foi a prova em que aproveitei para reparar melhor nas paisagens maravilhosas e ver que há muito para explorar.
Com chegada ao Entroncamento com final dentro do pavilhão desportivo muito engraçado, Terminei o III trilhos de Almourol a 1ª Maratona de Trail ASICS  Trail Aventura na distancia 42.9km pelo Garmin em 4h44’07 ritmo de 06:36 min/km, classificado no 34º lugar no escalão Sénior em 162º atletas, no 60º lugar em 268º atleta na classificação geral, representei o meu clube Os Asas do Milenium/Praticante que voltou a mostrar em mais uma prova o real valor dos seus atletas, arrecadando o 2º lugar por equipas em 17 equipas presentes.
Agora e recuperar a motivação….

terça-feira, 3 de abril de 2012

22ª Meia Maratona Lisboa 2012


Dia 25 de Março de 2012, corri pela 3º vez consecutiva a Meia Maratona de Lisboa que vai na 22º edição, a família com Carolina, Isabel, Sara e o Rui, também marcaram presença na ponte para percorrerem os 8km da mini maratona e participarem neste grande evento nacional. Com partida as 10h30 no “garrafão” de acesso a ponte 25Abril com meta frente ao Mosteiro dos Jerónimos. Sensivelmente a 30metros da partida para tentar fugir a confusão inicial devido estrangulamento acesso ao tabuleiro porque escoar 35mil pessoas não é fácil, acompanhado pelo Filipe Fidalgo e o Cerqueira, deixando para traz ao família que se estreava a passar a ponte a pé. O trio seguiu junto até alcântara ai o Cerqueira descolou-se ficando a dupla de “primos”, a dupla só se desfez ao 16km, o Filipe começava a perder ritmo bem que incentivava e chamava para não ficar para traz, mas não conseguia reagir e acompanhar-me. Ia ganhando metros até que no meio de tantos corredores o perdi de vista, só reencontrei depois do retorno em Algés e incentivei-o para concretizar o seu motivo que o fazia estar ali a correr, fiquei feliz por ter conseguido, vocês merecem.
Terminei a Meia Maratona de Lisboa em 1h28:20 ritmo de 04:09 min/km, classificado no 68º lugar no escalão 35, no 383º lugar em 6975 atletas na classificação geral. A minha comitiva ainda não tinha chegado, inteirando onde estavam fui ao encontro deles e caminhei os últimos metros junto deles.

Desde a minha estreia numa Meia Maratona já contabilizo 14 provas, desde a primeira que foi a Meia Maratona São João das Lampas em 2009, ate ao melhor registo na Meia Maratona da Nazaré em 2011. As minhas participações, 2009 completei duas; Meia das Lampas (1h53’53), Meia Seaside de Lisboa (1h53’17). Em 2010 completei seis; Meia de Lisboa (1h43’19), Meia Areia (1h44’26), Meia Lampas (1h43’29), Meia Portugal (1h36’30), Meia Moita (1h34’54), Meia Nazaré (1h32’30). Em 2011 completei cinco; Meia Lisboa (1h37’10), Meia Areia (1h42’12), Meia Lampas (1h35’40), Meia Portugal (1h31’40), Meia Nazaré (1h28’03), e em 2012 ate a data a Meia de Lisboa (1h28’30), provavelmente a próxima será a Meia da Areia.

terça-feira, 27 de março de 2012

6

A concluir a 6 Maratona

Domingo, dia 18 de Março. Corri a minha 6º Maratona, em terras espanholas a XX Maratón Popular Ciudad de Badajoz. Desta vez aconteceu o improvável, prova inesperada mas com muita adrenalina à mistura, nunca sabemos o que o futuro nos reserva.
Desde que adquiri o Gramin tem sido um companheiro inseparável nos treinos e prova, mas desta vez corri sem ele, deixo-o em casa por esquecimento. Fui para Badajoz no próprio dia, acordei ainda madrugada, entre a neblina matinal e aguaceiros e falta de vontade de correr mais um dia….  Tinha uma chamada perdida no telemóvel, com uma mensagem que dizia, “ Não desistas de correr, vai para Badajoz corre a tua Maratona… Boa sorte!!” Cinco minutos depois tentei assimilar os poucos dados, foi o clique de adrenalina para por em viagem… tinha tudo preparado do dia anterior, na companhia de familiares a viagem foi curta mas tinha que ver que em espanha era mais uma hora que Portugal, Badajoz é mesmo aqui ao lado. 1h30 antes do inicio já estava em terras espanhola, 8h00 hora espanhola, na posso do dorsal, rever os amigos entre fotos para mais tarde recordar depressa chegou a hora de partida.
Foi diferente correr sem controlo sem noção de nada, descontração total… nem quilómetros, cadencia, ritmo… sabia que tinha de efetuar duas voltas e somente soube o tempo quando passei pela meta para iniciar a segunda volta, aos 20km tinha o tempo de 1h28, na qual fiquei surpreendido e feliz. Revi a família e amigos entre fotos e incentivos, foi o único apoio mais intensivo dos apoiantes ao atletas, depois era correr isolados a tal ponto que corri alguns quilómetros sem ver ninguém. Representei o Clube Atletismo da Barreira - Leiria conclui a Maratona de Badajoz na mítica distancia em novo PR 3h07:08 ritmo de 04:25 min/km, classificado no 18º lugar no escalão Sénior, no 80º lugar na classificação geral em 364 atletas. Num curto espaço de tempo tenho colocado muitos quilómetros, que tenho nutado que a recuperação esta muito lenta, sinto dores musculares principalmente nas coxas parte posterior.
Como o Mário Lima diz, “... A corrida tem um condão especial. Alivia o coração mesmo quando este sangra. Corre Vitor... Corre!”, enquanto tiver forças não irei parar…. Já penso qual será aproxima Maratona!!! Ate la há muita aventura!!

sábado, 17 de março de 2012

Longo... Milha Urbana Amora

No passado domingo efectuei treino longo, um aquecimento para Milha Urbana da Amora organizada pelo clube Asas do Milenium/Praticante, em que fiz questão de estar presente apesar de não ser prova de eleição. Na Milha estiveram presentes entre atletas e caminhantes mais de 400 atletas, colectivamente o Asas do Milenium conquistaram o 1ºLugar.

Treino de 3h00 de corrida contínua num total de 35km. Treino longo antever a Maratona de Badajoz, a ideia deste treino era manter a correr durante maior tempo, já tinhas saudades de treinar assim a companhia excelente Pedro Ferreira e Paulo Sousa, assim não custa nada nem se dá pelo tempo passar. O caricato aconteceu na Milha, estava ao telemóvel e quando me apercebo os seniores já tinham começado a correr, o Pedro bem avisou da hora mas nem estava ai. Mesmo assim participei na milha já com algum atraso, éramos os últimos, eu e o Pedro mas nada preocupados, a ideia é mesmo pontuar para troféu.

Amanha é dia de Maratona, Maratona de Badajoz, estarei presente….!! Eu não sei são objetivos, se é um sonho, mas com o atletismo aprendi a não desistir e lutar e trabalhar para conseguir alcançar os meus objetivos.

Sevilha e Terras Sicó


Maratona de Sevilha


Trail Terras de Sicó

Terras de Sicó



III Trail de Conímbriga/Terras de Sicó em Condeixa-a-Nova, num percurso por trilhos na Serra de Sicó, na distância de 38 Km, o gosto por trail é assim, mesmo ter corrido no domingo anterior a Maratona e não sentia recuperado do esforço, noto que as recuperações têm sido mais lentas, não posso querer milagres.

Dia antes , paragem em Tomar para confraternizar com a família Mota, a comitiva era a Carolina, Sara e Eu fomos privilegiados com pré- estagio 5 estrelas.

Domingo dia 28 de Fevereiro 2012, Condeixa-a-Nova, com partida e chegada na Praça da República, a 10min do início ainda andava a procura do meu dorsal, ninguém sabia quem o tinha… stress e correria de um lado para outro, mas felizmente apareceu foi companheiro de equipa que tinha.

Gostei muito do trail, a organização esta de parabéns, já tem muitos anos disto, tem pessoas que sabem do assunto, e está tudo pensado ao pormenor, fazendo com que o atleta tenha todo o acompanhamento, não faltou nada. Trail muito mais dura que pensava mas com aquelas paisagens deslumbrantes ate nos esquecíamos…. Que o Trail e assim, nada fora do contexto duma prova destas…. Tive que andar bastante, subindo e descendo, fazendo alguns “picos” nas partes onde permitiam em condições normais, gerir bem o desgaste físico, gerir as mazelas para não ter cambreas, mas para não cair ao tropeçar num ramo levantado involuntariamente por um companheiro a ginástica que fiz e ai num esticão tive uma cambrea e ainda estava no meio da prova e ate final fui calculista não esforçando muito.

Fiz quase todo trail em boa companhia, Pedro Gabriel juntando-se a quase no final o mestre Cirilo.

Terminei o Trail de Conímbriga/Terras de Sicó nos 38,23km pelo Garmin em 4h04’27 ritmo de 06:24 min/km, classificado no 35º lugar no escalão Senior, no 79º lugar em 252º atleta na classificação geral, representei a equipe Asas do Milenium/Praticante que esteve representada com 10 atletas obtivemos o 5º lugar na classificação por equipas.

Finalizar uma prova destas é algo de grande, e agradeço á companhia que tive.

5

Final da Maratona Sevilha


Já algum tempo que não venho ao meu cantinho de recordações para o actualizar, pois o tempo disponível que tenho, que é muito pouco, vou optando pelas prioridades. Correr uma Maratona também é algo que exige de nós muito e muito trabalho de treino, treinos que não consegui fazer como esperado falhando muitos dias de treino e o descanso que é fundamental tem sido pouco, para quem me conhece não tem sido fácil.

No passado dia 19 de Fevereiro de 2012 corri em Sevilha, corri pela primeira vez fora de Portugal uma prova de atletismo, para estreia a mítica distância dos 42,195km. Participei 28ª Maratona Cidade de Sevilha este grande evento do atletismo muito bem organizada e estruturada, em tudo, foram dois dias que nada faltou aos atletas e acompanhantes, isto faz que regressem e para próxima edição faço questão em regressar. Fui para Sevilha em transporte organizado pela associação mundo da corrida com o alojamento incluido, um autocarro cheio de atletas e famílias para correr e confraternizarem em terras espanholas, adorei o fim-de-semana.

Dia da Maratona, todos os condimentos necessários para um dia fantástico, muita animação, temperatura agradável, elevado número de atletas e apoiantes, no local de partida sendo também a meta no interior do estádio Olímpico de Sevilha estava ao rubro, muita gente no estádio e ao longo do percurso apoiar. Gostei de correr pelas ruas de Sevilha, percurso muito bonito e alegre praticamente plano propício a bons tempos no final. Sou apaixonado por provas longas distâncias correr uma Maratona será sempre um sonho, uma alegria, emoção, ansiedade juntamente com o nervosismo, tudo faz parte de um corredor. Da minha participação não há muito a dizer, superou tudo pela positiva e fiquei muito feliz por ter superado as adversidades, não faltou o apoio dos amigos que incentivarem-me durante os treinos e dia da Maratona, talvez anda acima do limite. Melhor momento foi na fase final, quando vejo que o estádio está próximo, e na entrada no parque verde já são poucos os quilómetros, finalizar uma prova destas é algo de grande, com maior emoção na entrada no estádio Olímpico para correr os últimos 300m na pista de tartan, terminar é uma conquista. O apoio do púbico sente-se mesmo fora do recinto, é caloroso, presentes na bancada a avalanche Lusa apoiar, o ponto de referência era a enorme bandeira de Portugal, ali estavam eles bem próximos de nós, acenei, sorri e para fotos.

Esta é a prova rainha das minhas provas de atletismo, com Sevilha já completei 5 Maratonas, somam (2) Porto, mais (2) Lisboa e (1) Sevilha. Terminei os 42,650km registado no Garmin da Maratona de Sevilha em novo PR 3h08:35 ritmo de 04:25 min/km, classificado no 192º lugar no escalão Sénior, no 594º lugar na classificação geral em mais de 5000, representei a minha equipe Asas do Milenium/Praticante com mais 4 atletas na Maratona. O regresso a Portugal foi mais cansativo, estar muito tempo em viagem e sentado na mesma posição, pode ter sido por essa razão que passei a semana seguinte com dores musculares nas costas.

Qual será próxima!!

Sei que a motivação é tudo… pode ser que um dia volte.. o que me falta alcançar e o que me dá todos dias força e motivação é pensar que ainda é possível ficar em “condições” de conquistar tudo que mereço.





terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Corro, para ser feliz!

Correr para Novo Ano

Dia 31 de Dezembro de 2011, 16h00, a poucas horas de entrar novo ano era tempo de ir deixando para traz mais um ano e pensar no que vem. Foi um ano 2011 atribulado, mas com imensa vontade de mudar o rumo aos acontecimentos, Ano Novo Vida Nova.
Nos últimos três anos desde que recomecei a correr tenho como tradição terminar o ano a correr pelas ruas de Lisboa, bonita cidade que este ano não teve a beleza festiva como edições anteriores, mesmo não tendo os efeitos natalícios pelas ruas sempre será a São Silvestre de Lisboa, a organização esta de parabéns por nos proporcionar uma fantástica festa que ano após ano tem vindo a melhorar, mesmo havendo alguns problemas em conjugar outra prova no mesmo dia tudo se resolveu, mas sou fiel a Lisboa e não moderei.
Praça dos Restauradores ao rubro, fiquei feliz em ver a pequenada a correr mais precisamente a sobrinha Vitoria e o amigo Bruno, aguardem miúdos próxima edição a Carolina vos fará companhia. Quanto ao “resto” não me interessava tempos, classificações, disputas, mesmo o trajecto diferente, era-me tudo indiferente, era sim um fim dia “ano” para relaxar e conviver com os amigos, o companheirismo falava mais alto, importante era celebrar um ano cheio de quilómetros, alguma metas alcançadas e que 2012 seja diferente, para melhor assim eu espero.
Bom ano de 2012 para todos, especialmente para os que estiveram mais próximos, família e amigos.

Onde estão as renas!!

Lagoa Albufeira
Álvaro Furtado, Paulo Pires, Vitor Veloso, José Sousa,
Pedro Ferreira, Jose Santos, Luis Parro e Paulo Fernandes


No passado dia 24 de Dezembro de 2011, véspera de Natal e de comer o tradicional Bacalhau e as restantes iguarias tradicionais, os doces que nos fazem ganhar alguns quilos, são dias de festa nada a temer pois com alguns treinos queimamos o abuso destes dias! Para abrir o apetite nada melhor que um treino, assim foi 7h00 Costa da Caparica, Oito bravos com Vitor Veloso, Álvaro Furtado, Paulo Pires, José Sousa, Pedro Ferreira, Jose Santos, Luis Parro e Paulo Fernandes, aceitaram o desafio de uma manha diferente. Vestidos a rigor com percurso idealizado com ida á Lagoa de Albufeira aqui a parte diferente, com percurso misto.
Chegados a Fonte da Telha era altura de sair do areal, aqui iniciava a aventura por onde ninguém tivesse passado, descobrir e correr pela arriba fóssil que tem o nome de Mata dos Medos. Tivemos o privilégio de experimentar e pisar uma área protegida que importa preservar pelas belas formas de erosão que apresenta sendo classificada como Reserva Botânica.
Entre fotos, enganos, quedas, passar entre arbustos, sempre presente a boa disposição íamos brincando, as palavras eram “…onde estão as renas do Pai Natal…”, foi assim trilhando caminhos ate chegar a Lagoa, uma aventura brutal que ficará na historia para um dia recordar, dia 24 inesquecível!
Depois da foto de grupo na lagoa, e não podíamos ficar ali então que remédio regressar á Costa da Caparica mas pelo caminho tradicional, Areal. Praias desertas cenário era espectacular, “… como é bonita a arriba fóssil vista daqui, lá em cima mais bonita é!!”, recordava enquanto numa passada rápida eu o Pedro e o José nos colocávamos a frente que loucamente dirigíamos para “meta”, foram 32km que terminei de rastos mas com enorme prazer, e dever cumprido. Com o grupo reunido, os que partiram as 7h e o das 8h30 que fizeram um treino mais soft, deslocamos para parque de campismo”GNR” e ali tomamos o pequeno-almoço”almoçarado” tal era o avanço da hora.
Estava tudo óptimo mas tinha que abandonar o grupo, estava dorido demais pois tinha estado a trabalhar de noite e tinha que descansar para estar pronto para ceia de Natal. Mais um treino Lunar que ficara na historia!