... Virtude ...

segunda-feira, 29 de abril de 2013

1ª Meia Maratona Almada



Almada teve Magia, 28 de Abril de 2013 ficara no meu livro de memórias para mais tarde recordar. Há momentos que marcam e permanecem ao longo da vida, foi um dia maravilhoso, Corri em Casa, corri na minha cidade a 1ª Meia Maratona de Almada um novo estímulo, novo folego, depois de paragens forçadas, chega altura que se inicia tudo de novo, aos treinos e as provas mais assiduamente, é tao bom sentir de volta.

Dia, manha de grandes emoções, recuei uns bons 13 anos altura que iniciei esta paixão pelo atletismo, entre altos e baixos momentos aqui cresci como atleta como homem, por estas avenidas, ruas, estradas, montes, praia, e principalmente no Parque da Paz, todo este tempo fiz grandes amizades que prevalecem, é com emoção que relembro tudo isto.

Sem dúvida estes 21km foram mágicos, muita adrenalina e puro prazer, prazer de recordar de rejuvenescer de querer ser feliz. Em cada passada sentia no chão como fossem notas de música, ia ao ritmo do som da vida, em cada quilómetro ficava deslembrado com a gente da minha terra apoiar, em cada recanto estava uma história, cada imagem uma recordação, cada gota de suor um momento da vida, o encontrar a inspiração de viver e correr na Carolina que está permanentemente na minha memória, na máxima plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.

Da prova em si, para primeira edição desta Meia-Maratona de Almada que superou toda e qualquer expectativa, num percurso fantástico, mas nada fácil… Circuito com inicio e fim nos antigos estaleiros da Lisnave em Cacilhas, com passagens por locais com muita historia…. Tem pernas evoluir para ser uma grandiosa prova, estão de parabéns.

É a minha 17ª Meia Maratona que participo, conclui a M. M. Almada em 1h33:50min ritmo de 04:25 min/km corri pela Casa do Benfica do Seixal.
  
Gostei muito da prova, gostei de reencontrar amigos, gostei de toda sua envolvência e sem duvida que voltarei.

Feliz por Correr em casa, Não somos nada, sem felicidade!! 



1 comentário:

JoaoLima disse...

Foi bom ler este relato tão feliz e com todas as razões para tal

Um abraço